As "loucuras do mundo" são argumentos para todo tipo de contestação?

Estes dias atrás assisti a um vídeo da Débora G. Barbosa sobre a "loucura" de se aceitar o modelo geocêntrico da Terra e apesar de parecer loucura mesmo, todos os que tentam argumentar sobre a modelo plano do planeta com abóbada celeste não necessariamente merecem o desdém e o deboche. De fato, como seres sensatos e racionais, sempre é preciso ouvir o que se tem a falar para que diante disso se possa analisar e emitir juízos.


Mas não quero falar sobre a teoria da Terra plana ou sobre o modelo geocêntrico. Aqui quero falar sobre como esta moça abordou o assunto em seu vídeo, pois apesar de vasto conhecimento nos campos de suas pesquisas é notório que falta-lhe a organização lógica para apresentar os argumentos que atestam ou reprovam suas teorias. Neste vídeo em questão, ela tenta diminuir a resistência nos que a assistem sobre a possibilidade de aceitação do modelo geocêntrico da Terra, mas para isso enumera vários outras posturas da humanidade que poderiam ser consideradas como loucuras em nosso tempo, mas que mesmo assim não possuem tanta resistência quanto a teoria que ela tenta aprofundar.


O erro esta aqui, tentar clarificar a necessidade de consideração racional de algo usando uma possível reação humana, que na verdade é relativa e mesmo que recorrente, pontual, como força argumentativa para levar o publico a considerar o assunto, na tentativa de diminuir a aparente resistência ao tema.


Não posso esperar concordância de uma mente séria e razoável, lançando mão deste tipo de argumento, "isso também é considerado loucura...", pois com isto só apresento a epidérmica percepção da realidade que notoriamente a grande massa da humanidade possui, mas não apresenta detalhes suficientes para apresentar-se como força a mover a mente racional na direção da aceitação e posterior aprofundamento.


Apesar desta fala um tanto atrapalhada da Débora, acredito na honestidade intelectual dela e se me perguntassem, diria para que assistam seus vídeos.






1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Parece que muito cristão esqueceu de falar sobre Jesus Cristo, e passou a tratar sua Pessoa com algo suposto, suposto demais, podemos dizer. O que vejo é uma lamentável diluição do tema Jesus Cristo e