Sociedade, ideologia e indivíduo

A sociedade como um todo é sempre suscetível a manipulação ideológica, visto a força aparente que a intencionalidade que cada grupo ideológico possui. Entender que a ideologia em si é uma força bruta que só manipula ou impõe-se por causa da “mão de obra” subjetiva, é o princípio para uma investigação séria no campo da sociologia humana. (Diário, 20/07/2022)

O Brasil experimenta hoje uma patente demonstração de força ideológica, que existe em si mesmo, enquanto entendida como conjunto de ideias que geram em potência a força que só se torna visível e ativa pela atuação subjetiva do indivíduo. A ideologia em si mesmo gera esta capacidade de movimentação, que movendo-se intelectualmente, precisa potencializar virtudes internas do ser humano ao passo que anula ou deturpa outras faculdades e talvez outras virtudes que poderiam censurar e travar este movimento interno de geração de força em vista da ação.


Já comparam certa vez, a ideologia com um arquivo compactado (zipado) de computador, contendo um programa executável (.exe), que ao ser inserido na máquina, é descompactado e depois executado para instalação, onde os componentes e serviços são distribuídos na máquina a fim de dar funcionalidade ao objetivo do programa. E assim como numa ideologia aceita e assumida pelo indivíduo, este programa descompactado e instalado precisa de um stard para dar início ao trabalho.


De forma análoga, o militante ideológico serve de plataforma para a execução real e eficiente da força em potência que a ideologia cria em si mesma, enquanto conjunto de regras e valores que correspondem às ideias que montaram esta ideologia.


Uma sociedade estará sempre vulnerável a ideologias enquanto massa coletiva que consenti em aceitar o que “a maioria decidir”, e neste ponto a própria ideia de democracia moderna pode-se colocar em discussão, entendendo que uma coletividade não pode jamais usurpar a liberdade individual daquele que exerce soberanamente sua capacidade racional e intelectual. O que chamamos de “sociedade livre” não existe em realidade, pois nem existe sociedade enquanto ser uniforme e de vontade única, existindo apenas um conjunto de pessoas diferentes que concordam que existem alguns valores morais e éticos que precisam ser obedecidos para um suportável convívio.


Qualquer ideologia em si mesma possui força de manipular e direcionar esta massa social para a direção que determina este conjunto de ideias que formam determinada ideologia. Enquanto a maioria dos indivíduos que formam as sociedades não perceberem que coletividade não define verdade real, estaremos assistindo o jogo das ideologias a guiarem as vidas humanas e afastando-as do verdadeiro desenvolvimento humano integral que poderiam alcançar.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A existência humana parece muitas vezes fadada ao desaparecimento, especialmente quando o indivíduo se defronta com sua própria limitação, como a certeza da morte, por exemplo. Em agosto de 2021, publ

Fica cada vez mais clara uma certa aceitação da imoralidade através das músicas que estouram em sucessos relâmpagos. E já não podemos falar somente do estilo "funk" de cantar, mas em todos os estilos

Claro que o esforço intelectual do ser humano não pode ficar somente em torno do fenômeno do emburrecimento em massa a qual uma parcela significativa da humanidade se submete. Mas considero também fun