Mídia cristã pregando o centrismo ideológico

Com base nas respostas, os pesquisadores observaram que, quanto mais distantes do centro estivessem os participantes, maior a probabilidade de acreditarem em teorias conspiratórias. O que não faltou na pandemia. (06/02/2022)


Recentemente foi publicado um artigo no site de mídia cristã (não a considero totalmente católica) Aleteia com o título "Como o extremismo ideológico pode levar a teorias conspiratórias". O autor deste artigo possui outros tantos lá neste site que revela sua inteligência enquadrara num retângulo bidimensional, numa definição alegórica.


Uma mistura a cerca de assuntos estudados a anos e sua postura totalmente ideológica a cerca do próprio "questionamento" dos possíveis extremos ideológicos, o autor deixa mais uma vez clara a incapacidade intelectual dos chamados jornalistas ou articulistas cristãos de analisarem com honestidade os mais variados assuntos, sem cair eles mesmos nas conceituações que desejam validar em suas manifestações. Afirmar que a popularização de temas questionáveis, mesmo que a massa não tenha considerável material para desenvolver estas questões, é o mesmo que xingar alguém de burro só porque você não quer escutá-lo mais e deseja acabar com a conversa.


O trecho destacado acima demonstra outro dado importante a se considerar neste tipo de artigo que parece ser cada vez mais frequente nesta mídia cristã citada. Dizer que, afastando-se mais do "centro" no espectro político-ideológico seria quase inevitável a adesão a contos conspiratórios sem fundamentos na realidade é o mesmo que dizer que existe um paraíso na terra onde o ser humano consegue não ser de esquerda e nem de direita, ou seja, um super-homem livre das mazelas ideológicas, como se fosse possível um ser humano dotado de razão e liberdade não possuir alguma ideologia. A pior imbecilidade é isto, afirmar que o "centro" é o ápice da paz, da razão e do desenvolvimento. Se dedicarmo-nos a analisar algumas figuras mundo afora que são apresentadas como centristas ideológicos, chegar-se-á a conclusão de que eles mesmos pregam uma ideologia.


É um engessamento intelectual que só emperra a humanidade de desenvolver-se racionalmente, uma mentalidade desenvolvida que honestamente percebe que não se pode anular uma ideologia sobrepondo um ideia abstrata que no fundo é uma grande ideologia. Especialmente quando se fala entre os cristãos, que entendem desde Jesus Cristo a natural parcialidade que surge com o exercício das faculdades naturais.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Continuando o assunto do artigo anterior, o suposto “otimismo exagerado” que possa revelar no que toca ao futuro da nação brasileira não tem relação com algum tipo de esperança momentânea, do tipo sen

Tenho deixado registrado algumas vezes em meu diário filosófico, ideias de inevitável crescimento cultural e moral da nação brasileira como um todo. Levando em consideração que a majoritária imagem q

No dia de ontem, escrevia no meu diário de pensamentos cotidianos: Se a percepção intelectual do indivíduo está necessariamente orientada pelo sentido democrático e consensual, então está falida a rac