“CRISTIANISMOS ADAPTADOS” [3]

[…]

É lamentável ver inúmeras vezes pessoas que se outorgam o título de “católicos” manifestarem – ás vezes voluntariamente – sua opinião que acreditam ser mais de acordo com a atualidade, mencionando que a Igreja estaria “atrasada” em relação a sua opinião, ou dos demais. Claro que este tipo de opinião na maioria das vezes serve para defender o modo de vida, numa tentativa de justificar o que faço e que, segundo o ensinamento da Igreja, estaria irregular!

Certa vez, num modo muito informal, senteciou Dom Boaventura Kloppernburg: veja o que a opinião da maioria resultou… crucificou a Cristo! Claro que numa democracia a maioria é o mais importante, sem dúvida. Mas a Igreja não é democracia! A verdade não é democracia! A verdade é irrefutável, irredutível, independe de diversas opiniões! Ela simplesmente existe para ser encontrada de uma forma ou de outra.

Por isso, digo com toda a certeza que muitos hoje em dia não acreditam na verdade. Ou melhor, não acreditam que existe UMA verdade “fixa”, que não é relativa, principalmente sobre a natureza humana. Aliás, é sobre isto que a Igreja mais tem falado ultimamente, sobre a natureza do ser humano… coisa que os mais expertos em críticas não são capazes de analisar.

[continua]


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Muitas vezes fico pensando nas inúmeras coisas que já escrevi sobre a crise na Igreja Católica que se arrasta há décadas. Em 2018 tivemos o fatídico sínodo da Amazônia, realizado em Roma, que deixou c

Parece que todo ano preciso destacar coisas óbvias para mim, mas nem tanto para outros na Igreja Católica. A fidelidade à Igreja e a obediência ao Papa não podem continuarem a ser instrumentalizadas p

Parece que muito cristão esqueceu de falar sobre Jesus Cristo, e passou a tratar sua Pessoa com algo suposto, suposto demais, podemos dizer. O que vejo é uma lamentável diluição do tema Jesus Cristo e