Brasil de hoje e do amanhã [pt1]

Tenho deixado registrado algumas vezes em meu diário filosófico, ideias de inevitável crescimento cultural e moral da nação brasileira como um todo. Levando em consideração que a majoritária imagem que podemos fazer do Brasil enquanto conjunto da população que forma esta nação, advém de veículos que utilizamos para colher dados sobre a manifestação visível das pessoas sobre assuntos de moral e cultura.


“10/05/2022 - Já disse outras vezes, os tormentos que socialmente passamos hoje no Brasil, tendem a revelar-se uma pulsão necessária para tempos muito melhores do já tivemos em nosso país. Penso que não existe motivo para ser completamente pessimista quanto ao futuro desta nação.” https://padlet.com/silvavalderi/diario/wish/2206223225


É fácil de aceitarmos racionalmente o que digo, que qualquer imagem que podemos fazer do Brasil em seu conjunto acaba sendo determinada pelos meios que utilizamos para coleta de dados e verificação dos mesmos, o que faz com que cada opinador a este respeito não possa responder com cem por cento de certeza sobre esta imagem do Brasil que ele tenta defender. É um campo de pesquisa e estatística também, mas mesmo sendo esta área um terreno aparentemente muito técnico e com regras específicas, sua base de apresentação e apreciação dos dados nutre-se de uma compreensão prévia da sociedade que se deseja obter. E isto nem sempre é desonestidade, justamente pelo que acabei de dizer, pelo fato de que toda ciência social, mesmo a que tenta manter-se no campo das exatas, tendem a revelar a visão prévia do que precisam nos dados apresentados, o que geralmente acabam gerando desconfiança naqueles que minimamente entender que métodos estatístico nem sempre revelam a verdade senão o que se deseja revelar.


“31/05/2022 - Não sou visionário, nem vidente, mas apostaria que o Brasil ainda se tornará uma das nações mais poderosas do mundo. Mas isso não se dará no campo cultural e intelectual, infelizmente, mas no campo técnico e econômico, objetivos sempre desenvolvidos pelo positivismo militar.” https://padlet.com/silvavalderi/diario/wish/2206225918


Neste assunto nem sempre observamos de maneira correta e constantemente precisamos rever nossos próprios julgamentos. Neste dia acima, que não faz muito tempo, dizia algo um pouco diferente do que hoje - ao menos em parte -, que o Brasil não será grande pela cultura e nem pela intelectualidade. De fato, ainda não consigo afirmar que o Brasil tende a grande avanços culturais, mas penso que no “chão da nação”, ou seja, a grande massa da população, a cultura parece que será mais depurada daqui para frente, que poderemos ter esperança de grandiosidade pela própria grandeza individual dos brasileiros naquilo que começaram a buscar mais, ao invés de engolir o que pequenos grupos sempre empurraram goela abaixo como cultura.


Assim, a nação tende a ser num futuro médio e de longo prazo, maior e de desenvolvimento humano, moral e cultural notável em comparação com o que já vimos até aqui.


Otimismo? Exagero? Prefiro entender como leitura de alguns fatos contemporâneos, mesmo que estejam sob a imprevisível ação do tempo.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Claro que o esforço intelectual do ser humano não pode ficar somente em torno do fenômeno do emburrecimento em massa a qual uma parcela significativa da humanidade se submete. Mas considero também fun

Continuando o assunto do artigo anterior, o suposto “otimismo exagerado” que possa revelar no que toca ao futuro da nação brasileira não tem relação com algum tipo de esperança momentânea, do tipo sen

No dia de ontem, escrevia no meu diário de pensamentos cotidianos: Se a percepção intelectual do indivíduo está necessariamente orientada pelo sentido democrático e consensual, então está falida a rac