Destaques no site ☰

Onde está Cristo? Um repúdio aos lobos no redil Imágenes con movimiento - Charkleons Imágenes con movimiento - Charkleons Imágenes con movimiento - Charkleons Onde está Cristo? Um repúdio aos lobos no redil Imágenes con movimiento - Charkleons

França: católicos atacados durante procissão da Imaculada Conceição

Aleteia, 14/12/2021

Um grupo de manifestantes gritava: “Infiéis” e “Wallah [eu juro] pelo Alcorão, cortarei a sua garganta”

Na semana passada, um grupo de católicos franceses que participava de uma procissão mariana anual nos subúrbios de Paris foi atacado verbalmente e ameaçado por manifestantes.


Cerca de 30 paroquianos e clérigos de Nanterre, França, que faziam uma procissão anual na festa da Imaculada Conceição (8 de dezembro), foram confrontados por um grupo de cerca de dez pessoas, informou o Le Figaro.

Os manifestantes insultaram e ameaçaram o grupo de católicos, chamando-os de “infiéis”. Le Figaro relatou que Jean-Marc Sertillange, um diácono da paróquia, publicou um relato do ataque:

“Nossa procissão, que acontece todos os anos no dia 8 de dezembro, na festividade da paróquia, era da igreja de São José até a igreja de Santa Maria, no bairro Pablo Picasso. O percurso de apenas um quilômetro foi autorizado pela prefeitura, após solicitação feita por mim.”

“Mas, pouco depois das 19h, e quando tínhamos avançado apenas algumas centenas de metros, um grupo de estranhos no caminho nos atacou verbalmente no momento do primeiro posto de oração.”

De acordo com o diácono, os manifestantes chamaram o grupo de “kouffars” (“descrentes”) e ameaçaram: “Pelo Alcorão, cortarei a sua garganta”.

“Eles então jogaram água em nós, pegaram uma das tochas [da procissão] e jogaram em nossa direção”, acrescentou.

Repúdio

 
No sábado, o ministro do Interior francês, Gérald Darmanin, condenou os ataques, chamando-os de violação da liberdade religiosa.

“Atos inadmissíveis”, escreveu ele no Twitter. “A liberdade de culto deve poder ser exercida com toda a serenidade em nosso país. Apoio aos católicos na França”.

— Gérald DARMANIN (@GDarmanin) December 11, 2021
 

Ameaças violentas

 
O confronto aconteceu em frente à igreja de São José, na diocese de Nanterre.

A diocese emitiu um comunicado em 11 de dezembro, comentando o ataque.

“Uma procissão mariana – registrada na Prefeitura de Hauts-de-Seine – foi organizada entre as igrejas de São José e Santa Maria, em Nanterre, em 8 de dezembro de 2021.

“Durante essa procissão, estavam previstas duas paradas. Na primeira parada, a procissão foi atacada por várias pessoas que proferiram insultos e ameaças rudes e violentas. A tocha de um fiel foi arrancada e atirada contra os participantes.”

“A procissão recomeçou e continuou, acompanhada pela polícia, até a igreja de Santa Maria. Uma boletim de ocorrência foi registrado.”

“A diocese contatou as autoridades públicas para garantir que a segurança dos fiéis, que estão legitimamente preocupados, seja totalmente garantida agora e no futuro”, diz o comunicado.

Polícia
No sábado, a Polícia de Haut-de-Sein postou no Twitter que “condena veementemente os insultos, ameaças e intimidações proferidas durante a procissão e expressa sua solidariedade aos católicos de Nanterre. Forças policiais estão mobilizadas para prender e levar à justiça os perpetradores de esses atos inaceitáveis.”

Nos últimos anos, houve um aumento dramático nos atos de vandalismo contra igrejas na França, conforme relatado na Aleteia. Um estudo recente do Observatório de Intolerância contra os Cristãos na Europa apontou a França como um dos cinco países europeus que registraram um aumento acentuado na discriminação e violência contra os cristãos.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Carta de um leigo a Dom Benedito Beni dos Santos a respetio da “Missa Sertaneja” celebrada pela Comunidade Canção Nova