Coronavírus, um "bode expiatório"

Vou dizer algo que parece "blasfêmia" para os defensores de uma Ordem Mundial a cuidar e governar o mundo inteiro: Este vírus que já matou algumas dezenas de pessoas (coronavírus), independentemente de como surgiu, pode tornar-se um perfeito "bode expiatório" para os planos escusos de uma manobra global de comunizar tudo e todos.


É muito fácil utilizar-se de um novo vírus que ainda é de baixa letalidade para alarmar ainda mais as pessoas ao redor do mundo e incutir em suas mentes a necessidade imperativa de uma organização única a cuidar e gerenciar problemas como estes ao redor do mundo.

Não se pode negar que o vírus existe e pode matar, mas como sua origem é desconhecida e aparentemente não se faz muita publicação de teor cientifico sobre o vírus, podemos pensar também numa utilização maquiavélica deste mal para robustecer os planos que já estavam em andamento ao redor do globo, muitos destes a cabo da ONU e seus organismos.

Claro que isto pode ser um tiro no pé, pois as nações tendem agora a fechar ainda mais suas fronteiras, algo contrário do que desejaria as mentes por trás da Ordem Mundial, o que para meu lamento, contribui atualmente a política atual do Vaticano, propagandeada e levado a cabo pelo Papa Francisco.

O vírus mata, mas não tanto como febre amarela, AIDS e outras doenças já conhecidas a décadas. O alarmismo é típico dos planos maquiavélicos que desde a antiguidade existem para desvirtuar a obra e organização de Deus.

Anúncio do Blog