Pular para o conteúdo principal

≡≡ LEITURA RECOMENDADA

A agonia de um filósofo

 Agonizar nada mais é que sentir em si mesmo, no seu corpo e na sua mente, as dores de algo inevitável que na maioria das vezes não fora desejado. Costumamos lembrar dos agonizantes nos hospitais que diante da doença que lacera seus órgãos sente as "dores da agonia", um prefácio do suspiro final. Não é diferente pensar da mais famosa das agonias já conhecida pelos homens, a agonia de Jesus Cristo no Horto das Oliveiras, também uma antessala do consumatum est numa cruz entre dois ladrões. Uma agonia não necessariamente encerra-se com a morte, com o suspiro final desta existência terrena. Sofremos de agonias que podem dilacerar nossa mente e nosso espírito diante de muitas outras situações que se apresentam em nossas vidas. E aqui gostaria de trazer à mente uma agonia tão antiga, tanto quanto a do próprio Jesus Cristo, que alguns seres humanos sofrem silenciosamente, mas experimentam uma dor horrível, não no corpo físico, nos órgãos, mas na mente, na consciência. A agonia de um

Transferem Cardeal Pell a uma prisão de segurança máxima

ACI Digital | MELBOURNE, 15 Jan. 20
As autoridades australianas decidiram transferir o Cardeal George Pell da prisão de Melbourne, onde ficou preso por mais de um ano, para uma prisão de segurança máxima, depois que um drone sobrevoou a instalação onde estava preso.

De acordo com o jornal ‘Herald Sun’, o Cardeal foi transferido da Melbourne Assessment Prison depois que um drone sobrevoou o presídio, no que seria uma tentativa de registrá-lo trabalhando nos jardins da prisão. O Purpurado está agora em uma prisão de segurança máxima a sudoeste de Melbourne.

O Cardeal estava na Melbourne Assessment Prison em uma cela solitária desde dezembro de 2018, acusado de abuso sexual. Agora, está na HM Prison Barwon, uma prisão de segurança máxima, onde estão vários chefes da máfia.


Na véspera de Natal, um grupo de fiéis locais se reuniu do lado de fora da prisão de Melbourne para cantar músicas de Natal para ele.

O Cardeal Pell, que serviu como Arcebispo de Melbourne e depois Arcebispo de Sydney, foi nomeado pelo Papa Francisco em 2014 para presidir a Prefeitura de Economia do Vaticano.

Em 2013, abriu-se uma investigação contra o Cardeal que foi concluída sem nenhuma acusação, no entanto, foi reaberta em 2015.

Em 2017, foi acusado de abusar de dois menores e deixou Roma para se defender na Austrália. Ele foi condenado à prisão em 2018, após o relato de apenas um acusador-vítima. O outro morreu em 8 de abril de 2014 e, em mais de uma ocasião negou ter sofrido qualquer abuso pelo Cardeal.

O Supremo Tribunal da Austrália resolverá em 2020 o recurso apresentado pelo Cardeal, que mantém sua inocência.

Publicação mais visitada do site no último ano:

Carta de um leigo a Dom Benedito Beni dos Santos a respetio da “Missa Sertaneja” celebrada pela Comunidade Canção Nova