Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


Documento final do Sínodo sobre a Amazônia: por uma igreja verde, panteísta e feminista, com padres casados e onde a salvação eterna é esquecida




Tradução Blog VALDERI (TL)
Trecho do artigo de Francesca de Villasmundo sobre o Documento Final do Sínodo da Amazônia:
Para lê-lo, alguém pensaria em ter diante dos olhos um documento retirado de um escritório globalista, ocultista ou da ONU; finalmente, é a mesma coisa, ou apresentada por alguma ONG ecologista-catastrofista que luta em conjunto pelo direito das mulheres e contra o novo crime na moda, feminicídio; poderia emanar facilmente de um soviético pós-colonial latino-americano reconvertido em ditadura verde, mitigada e montada em cruz, além de ... 
Diálogo, inculturação com contornos pagãos e panteístas, liturgia amazônica, multiplicação de "ministérios para homens e mulheres de maneira eqüitativa", com padres casados ​​e tendo família para agradar as "socialites", linha "rosa" com as "diaconisas" para agradar aos mulheres e para quê? Para salvar a Casa Comum e defender os direitos humanos, lutar contra "modelos coloniais que causaram danos no passado" (e sim, esses prelados ainda têm modismos marxistas pós-década de 1960!), Para reduzir "as emissões de dióxido de carbono (CO2) e outros gases relacionados às mudanças climáticas, etc. etc. etc.

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção