Pular para o conteúdo principal

≡≡ LEITURA RECOMENDADA

O conservador na guerra hermenêutica

Contra tudo o que pode parecer comum no mundo atual, o conservador não deixa-se levar pelas pressões sociais e grupais, que muitas vezes cobram altos preços pela aquesciencia ou pelo enfrentamento de ideias e posturas sem nenhum fundamento na realidade, sem nenhuma obediência a natureza mesmo das coisas criadas e sustentadas pelo Criador.  Claro que a imensa maioria destas ideias e posturas que pressionam o conservador originam-se de mentes negadoras da existência de Deus ou negam sua fundamental influência no mundo e na história, o que faz com  estas ideias e posturas já desenvolvam-se alienadas da ideia de um criador e sustentador da existência em seu ser. Esse pressuposto já traz um bom motivo para que o conservador desconfie de qualquer "boa ação" ou "boa intenção" que possa ser apresentada a ele, sendo patrocinada e impulsionada por quem pressupostamente desconsidera o fundamento da realidade existente. Já escrevi aqui sobre a fundamental insistência da mente

Documento final do Sínodo sobre a Amazônia: por uma igreja verde, panteísta e feminista, com padres casados e onde a salvação eterna é esquecida




Tradução Blog VALDERI (TL)
Trecho do artigo de Francesca de Villasmundo sobre o Documento Final do Sínodo da Amazônia:
Para lê-lo, alguém pensaria em ter diante dos olhos um documento retirado de um escritório globalista, ocultista ou da ONU; finalmente, é a mesma coisa, ou apresentada por alguma ONG ecologista-catastrofista que luta em conjunto pelo direito das mulheres e contra o novo crime na moda, feminicídio; poderia emanar facilmente de um soviético pós-colonial latino-americano reconvertido em ditadura verde, mitigada e montada em cruz, além de ... 
Diálogo, inculturação com contornos pagãos e panteístas, liturgia amazônica, multiplicação de "ministérios para homens e mulheres de maneira eqüitativa", com padres casados ​​e tendo família para agradar as "socialites", linha "rosa" com as "diaconisas" para agradar aos mulheres e para quê? Para salvar a Casa Comum e defender os direitos humanos, lutar contra "modelos coloniais que causaram danos no passado" (e sim, esses prelados ainda têm modismos marxistas pós-década de 1960!), Para reduzir "as emissões de dióxido de carbono (CO2) e outros gases relacionados às mudanças climáticas, etc. etc. etc.

Publicação mais visitada do site no último ano:

Carta de um leigo a Dom Benedito Beni dos Santos a respetio da “Missa Sertaneja” celebrada pela Comunidade Canção Nova