DIREITOS AUTORAIS
:: Ao compartilhar algum texto, sempre citar a fonte ::
Todos os artigos não assinados são de autoria e propriedade de Valderi da Silva, administrador deste blog.

Dos vereadores municipais

Recentemente, o príncipe Dom Phillipe de Orleans e Bragança, atualmente exercendo o cargo de deputado federal, publicou em seu twitter a preocupação do Foro de São Paulo em vencer o máximo possível os cargos disponíveis nas prefeituras do Brasil, para continuar exercendo sua influência sobre a massa iletrada que, ocupada com sua vida e seus problemas, não consegue aprofundar os ideias por detrás da ideologia que move tal Foro e seus partidos. 


Eu tenho afirmado frequentemente que a atenção daqueles que realmente se preocupam por uma reforma política no país e mais ainda uma contundente educação política, devam prestar muita atenção nas eleições municipais, que acontecem neste ano em algumas cidades e também no ano que vêm. NÃO SE DEVE ESQUECER OS MUNICÍPIOS, neles se deve conseguir mostrar com clareza a verdadeira face do político honesto e preocupado com o futuro do Brasil, não apenas com o futuro do seu mandato, como regia a "velha política".

Além do que publiquei sobre os prefeitos, é preciso lembrar da importância dos vereadores, ELES DEVEM PREOCUPAR-SE COM O FUTURO DO MUNICÍPIO assim como no futuro do Brasil. Um vereador de mente mesquinha, pequena e patética pensa somente em usar a candidatura a vereador como alavanca para seu carreirismo político. O POVO DEVE FUGIR destes carreiristas dos infernos! Estas pragas "municipais" devem ser extirpadas da vida pública. Pessoas sem escrúpulos que usam de qualquer meio para eleger-se, desde usar as religiões locais até compra explícita de voto através da aproximação parentesca até a chantagem imoral.

"Os vereadores têm o papel de aprovar os gastos e fiscalizar as ações da prefeitura do município em que legislam. São eles que acompanham o andamento de obras, os serviços oferecidos a população e garantem que a constituição municipal seja respeitada", e assim cumprem sua função de funcionário público, ou seja, o vereador não é um semi-deus no município, e sua postura de autoridade é limitada, pois não passa de um funcionário escolhido pela maioria para garantir o bom funcionamento dos serviços na cidade além de suas ajudar o executivo a melhorar o próprio espaço da cidade, pensamento no futuro dela.

Escolher pessoas de índole comprovadamente honestas, sem vida pregressa que denuncie uma tendência a famosa "troca de favores", é obrigação da população, pois sempre haverá os oportunistas, interesseiros, carreiristas e interessados somente nas vantagens pessoais que o "ser vereador" pode lhe trazer.

Anúncio do Blog