Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


Conferência Episcopal Venezuela sobre o regime Maduro

Extraído de NTN24
Tradução do espanhol Blog VALDERI (TL)
A Conferência Episcopal da Venezuela (CEV) responsabilizou o regime [de Nicolás Maduro] por violações dos direitos humanos contra o capitão corveta Rafael Acosta Arévalo e contra o jovem de 16 anos Rufo Chacón.


Através de um comunicado, a sede eclesiástica criticou o regime de Nicolás Maduro que se destina a manipular e silenciar os acontecimentos.

"O Estado venezuelano é responsável. Não vamos consentir a manipulação, dissimulação e mitigação desses eventos graves (...) Essas duas vítimas hoje representam os gritos de muitos outros cidadãos que foram submetidos aos mesmos padrões e seus casos foram invisibilizados", diz parte do comunicado.

Além disso, a CEV denunciou o "desaparecimento forçado, tortura, tratamento cruel e desumano" contra os venezuelanos. "No caso do jovem Rufo, a desproporção no uso da força".

Comemoraram as prisões dos supostos responsáveis ​​pela perda dos dois olhos de Chacón e da morte do comandante da corveta, embora tenham revelado que "se pretende dissimular a grave violação dos direitos humanos".

A declaração termina com uma chamada à Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, para exigir a cessação das violações de direitos humanos no país.

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção