DIREITOS AUTORAIS
:: Ao compartilhar algum texto, sempre citar a fonte ::
Todos os artigos não assinados são de autoria e propriedade de Valderi da Silva, administrador deste blog.

Da supremacia da verdade

Diante de muitas personalidades midiáticas trabalhando arduamente por "produzir" a verdade a todo o custo, muitas pessoas acabam se perguntando um tanto angustiadas: Como a verdade das coisas pode realmente ser conhecida diante de tantas falácias poderosas, e em tão grande número? Mas precisamos afirmar peremptoriamente que a VERDADE SEMPRE SE SOBRESSAI acima de tudo e todos.

No âmbito nacional, é impossível para mim não citar o engodo que tem se demonstrado os governos do Partido dos Trabalhadores (PT), especialmente no seu maior expoente, Luiz Inácio Lula da Silva. Aquela romântica pregação de força dos trabalhadores assalariados, dos pobres e miseráveis acabou se revelando apenas em mais uma trama bem articulada e (mal) intencionada em promover uma sociedade socialista que em nada tem de favorecimento dos mais pobres, pelo contrário descobrimos a maquiavélica estruturação gigantesca de manipulação da população devidamente analfabetizada para ser cada vez mais fácil e eficiente se alcançar os objetivos da ideologia socialista que fez nascer e sustenta o ideal esquerdista. O que vemos agora, em nosso país, especialmente com a força tarefa Lava Jato, é a força surpreendente da verdade, que trouxe a tona os crimes cometidos pelos integrantes deste partido que outrora alimentou grande esperança na maior parte da população brasileira. 

Mas não é somente neste exemplo tão palpável que percebemos a força da verdade e sua supremacia em relação a mentira e enganação. Ao falarmos do mundo religioso podemos observar a mesma prepotência da mentira e da enganação nos pecados dos membros públicos das igrejas, especialmente da Igreja Católica que sempre goza do título de guardiã da própria Verdade fundamental para o ser humano. Alguns de seus membros ao longo da história da Igreja acabaram desdenhando desta responsabilidade com a verdade e acabaram se usufruindo da mentira para gozar alguns tipos de privilégios, alguns levando uma vida dupla, tendo-se consagrado sob as regras da observância celibatária, condizente ao ministério evangélico assumido. Alguns, levados pela mentira para beneficiar-se de algum modo, levaram prejuízos sérios a outras pessoas, alguns ate menores de idade (casos de pedofilia). Mesmos passando anos, todas estas mentiras, trapaças e enganações sempre acabaram desvelando-se, mostrando a triste realidade de algumas almas pouco caridosas dentro da instituição que deve ser a irradiadora desta virtude teologal.

Diante destes dois exemplos, é simples observar a força inevitável e invencível da verdade. Ela sempre surge avassaladora, com toda a força, que pode ter sido evitada durante muito tempo, mas que uma hora sempre aparece. É por este motivo que vejo a PACIÊNCIA como algo de extrema necessidade para aquele que entende que em tempos nebulosos como os que vivemos, precisamos observar, ler, escutar, analisar e filtrar tudo com muita paciência e contando sempre com o tempo, ou melhor, com o passar do tempo para reconhecer a verdade sobre aquilo que parece-nos confuso e que surge como importante para edificarmos um bom entendimento sobre decisões sociais e humanas.

Anúncio do Blog