DIREITOS AUTORAIS
:: Ao compartilhar algum texto, sempre citar a fonte ::
Todos os artigos não assinados são de autoria e propriedade de Valderi da Silva, administrador deste blog.

UM NOVO SUCESSOR DOS APÓSTOLOS

Nesta quarta-feira, dia 22 de maio, o Santo Padre nomeou o Cónego Edson Batista de Melo para ser o novo bispo titular da Diocese de Cachoeira do Sul (RS). O padre Edson passou pela minha formação brevemente, mas o conheci mais pessoalmente no convívio entre os sacerdotes em encontros eventuais.
Imagem ilustrativa 

Estou mencionando esta nomeação por outro motivo além daquele de parabenizar o padre Edson - e confiar-lhe minha oração -, queria lembrar a importância do bispo em uma Diocese, chamada pelo Direito Canônico de "circunscrição eclesiástica", e esta definição já diz muito sobre a Diocese. De fato, uma região delimitada é confiada pelo Santo Padre a um bispo legitimamente ordenado, tendo sido este escolhido, tirado dentre os sacerdotes também legitimamente ordenados e com certa reputação satisfatória para subir até a dignidade episcopal.

Um bispo em uma Diocese, esta região delimitada pela Igreja, é realmente importante? Será que somente os padres locais não seriam já o bastante?

É preciso lembrar que os padres ou presbíteros são "auxiliares" do bispo, pois é o epíscopo que detém a missão mesma de administrar tudo o que os cristãos necessitam. É missão do bispo edificar esta região delimitada, coisa que lhe vem diretamente da missão dos apóstolos, que desde Pentecostes são as garantias de fidelidade à missão de Jesus Cristo. Sendo o bispo um sucessor legítimo dos apóstolos de Cristo, temos bem próximo a nós uma "testemunha" qualificada e com a autoridade que o próprio Jesus Cristo deu aos apóstolos. Isto faz do bispo a "nascente", o ponto de origem e segurança de tudo o que se possa fazer nesta região delimitada no assunto evangelização.

Sua importância não o faz infalível e muito menos o "santo dos santos" no meio de nós, e isso lhe deve ficar sempre em mente para que reavalie sempre sua postura e testemunho diante daqueles que o Senhor lhes confiou.

Nós precisamos ver o bispo como o "apóstolo" mais próximo de Nosso Senhor, para que nossa postura de respeito, devoção e obediência esteja adequada ao mandato que este homem, ordenado bispo, foi chamado a cumprir.




Anúncio do Blog