Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

Aborto: O católico deve ser contra

É realmente espantoso que ainda haja católicos que defendam o aborto em alguma circunstância. Fico espantado porque o assunto já foi milhares de vezes reproduzido e explicado por leigos, padre, bispos e até o Papa.

Católico não deve apoiar o aborto em nenhum circunstância, por mais difícil que seja, pois se trata de uma vida, que apesar da circunstância em que foi concebida, já é querida por Deus.

O famoso argumento de grupos "feministas" de que "eu decido sobre meu corpo" é um erro grotesco e reflete uma arrogância sobre a própria ignorância e vaidade (e nem preciso lembrar que o cristão deve ser avesso à vaidade).


Continuar dizendo que em algumas circunstâncias seria lícito abortar é o mesmo que dizer que em algumas circunstâncias Deus nos permite que destruamos a obra do Seu amor. É dizer que podemos, em alguns casos, assassinar alguém com pleno direito, e no caso do aborto, alguém totalmente indefeso e inocente de qualquer ato.

Graças a Deus, inúmeros grupos pró-vida desmascaram pelo mundo afora a farsa do aborto e suas cínicas campanhas supostamente em defesa da mulher. O que as campanhas pró-aborto fizeram foi criar sutilmente uma "cultura" de vaidade feminina macabra. que as leva ao extremo do egoísmo, transformando gerações de mulheres em pessoas sem as virtudes necessárias para o cultivo da vida e não da "própria vida".

É mais estapafúrdio ainda, o católico que tenta, num jogo de malabarismo, se utilizar da própria doutrina da Igreja e das palavras do Santo Padre para argumentar em favor de um "tipo" de aborto. E digo mais: é demoníaco aquele que se utiliza das palavras de Jesus Cristo para ousar defender o aborto em alguma circunstância. Especialmente no Santo Evangelho, a vida - somente ela - desde a concepção é louvada e defendida por Deus, pois ele mesmo desejou colocar a Virgem Maria como modelo de humildade e submissão ao dom da vida, recebendo no seu ventre Aquele que nem esperava!

O católico precisa compreender que, sua fé não coaduna de forma alguma com o aborto.

Rezemos para todos os cristãos católicos sejam defensores da VIDA e não busquem desculpas para qualquer ideologismo que lhe passe na cabeça.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção