Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE:

Igreja que não converte mais ninguém

Que existe uma profunda e evidente crise dentro da Igreja Católica a grande maioria dos seres racionais já conseguiu perceber. O que para muitos destes é ainda obscuro é a raiz disso e a postura que se deve tomar para ajudar a sanar tal crise. Não é simples ou fácil elucidar isso, eu mesmo não o posso fazer, mas aproximações reais a esta crise e a posição a qual devemos ter são possíveis e reais diante de um honesto esforço. Ouso dizer que, mesmo Joseph Ratzinger, que na minha opinião é o maior teólogo vivo, não conseguiu ou não quis apresentar o panorama real e profundo desta crise e sua raiz que esta mais atrás do que muita gente pensa. Hoje o esforço analítico é deveras enorme, pois muitos que poderiam já terem apresentado trabalhos sobre isso, aparentemente resolveram calar-se ou mesmo guardar para si, por medo ou intimidações variadas, suas análises sobre este tema. É grande o trabalho de compreensão e de inúmeras influências e inúmeras consequências de tudo o que nos fez chegar a

Exercício para a mente e fogo para o espírito

Quem nunca ouvir dizer que "ler faz bem"? E todos concordam (ou a maioria, imagino...) que esta afirmação não esta errada, pelo contrário, expressa um anseio das próprias pessoas que escutam esta afirmação em se colocar como "amigos da sabedoria" e não meros ouvintes.

Mas para mim parece que só "ler" sugere algo tímido, como ler um jornalzinho de vez em quando, ou ler algumas revistas de fofocas, ou ler os bilhetinhos da escola dos filhos, etc. Penso que "ler" é pouco, é
necessário "ler muito", pois o exercício da leitura só traz o resultado esperado quando este é constante e progressivo, que tenha uma evolução. É como os exercícios das academias, primeiro se começa com 5 quilos, depois se passa para 10, 15, 20, e assim por diante, ou seja, existe uma evolução no exercício. Quem permanece na mesma leitura de gibis, revistas de fofocas ou jornaizinhos esporádicos é como quem deseja fazer anos de academia e levantar só 5 quilos.
Não me admira que no Brasil um jovem não consiga ler (e saborear!) um livro de Machado de Assis, de Mário Palmério ou ainda as poesias de Castro Alves. Pois com 15 anos ainda são motivados a ler gibis além de sofrerem a sugestão da sociedade midiática por leituras de revistas de celebridades.
Não basta só ler às vezes, é necessário ler sempre... muito mesmo. Somente com muita leitura se consegue expandir o horizonte cultural e alimentar verdadeiramente a própria cultura onde vivemos.
Sempre gostei de uma  imagem que escutei quando tinha meus 10 ou 12 anos: "o livro é o farol que guia a humanidade". É uma metáfora bela e reveladora, pois muitos ainda entender que a leitura deva ser somente para informar, mas é mais que isso: é exercício para a mente e fogo para o espírito. O ser humano pode voar com a leitura, pode transcender a própria matéria com a leitura. Sua mente consegue desenvolver uma sabedoria que somente é verdadeira quando primeiro se escutou muito os outros.
Enfim, ler faz realmente bem, mas ressalto que ler muito mais que o básico é o ideal para o desenvolvimento humano, mental e espiritual.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção