Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


DIES NATALIS - XXXII

Mais um dia "vinte de agosto"... mais um aniversário!
Hoje completo trinta e dois anos de vida e parece inevitável olhar para trás e rever as atitudes tomadas, como retrospectiva, e julgar se tomamos as atitudes mais acertadas.
Sem medo de aparentar certa arrogância ou autossuficiência, digo que SIM, a maioria de minhas atitudes foram acertadas, inclusive a que mais barulho causou: deixar de exercer o ministério sacerdotal.
Fui ordenado em 2008, na cidade onde minha mãe reside. Não lamento um dia que passei no seminário; não lamento um dia sequer das aulas de filosofia junto aos Legionários de Cristo e nem as aulas de teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).
Hoje, com meus 32 anos de vida biológica e mais ou menos 24 de mentalidade consciente do mundo ao seu redor, creio estar buscando o caminho certo de obediência a Deus, seguindo de Nosso Senhor, sem temor do Inferno, mas olhando atentamente para o o Céu, onde vejo gloriosamente a Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa.
Não acredito em velhice, acredito sim em sabedoria (que se expressa no tempo de vida) e por outro lado em decrepitude (os verdadeiros "velhos", sem sabedoria, apenas com a podridão dos anos vividos sem Deus).
Neste 32º ano de vida, lembro em primeiro lugar de Deus, todo-poderoso, que é capaz de misericórdia por mim e, mesmo com meus pecados, conduzir-me no Seu caminho.

São Bernardo, rogai por mim e por todos os cristãos!

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção