Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


Excomunhão motivada por pedofilia na Itália

ANSA - Agência Italiana de Notícias, 29 de maio, Roma.
Papa expulsa padre acusado de pedofilia na Espanha. Segundo arquidiocese, a decisão é "irrevogável e inapelável".

Blog VALDERI: Evidentemente, concordo com o Papa em punir, conforme o Direito Canônico, pessoas que comentem tais horrores. Mas ficaria mais de acordo ainda, se houvesse o mesmo esmero noutros casos... como deixar de perseguir quem conserva a tradição litúrgica de Trento e punir os "padres moderninhos" a solta em quase todas as dioceses. Segui a notícia da excomunhão:
A arquidiocese de Oviedo, na Espanha, anunciou nesta sexta-feira (29) que o papa Francisco expulsou o padre Jesús María Menéndez Suárez, mais conhecido como Chuz, que é acusado de pedofilia.
Segundo um comunicado do órgão, o Pontífice removeu o sacerdote do seu estado clerical de maneira "irrevogável e inapelável". "Após uma série de denúncias contra o religioso em questão, a diocese de Oviedo havia pedido uma intervenção da Congregação para a Doutrina da Fé", diz a nota.
No último dia 6 de março, ainda de acordo com o documento, Jorge Bergoglio decretou a expulsão do padre. "A comunidade diocesana exprime a sua profunda dor pelos crimes que causaram um dano enorme, principalmente aos menores de idade", acrescenta o comunicado.
Suárez, de 63 anos, já estava suspenso de suas funções desde 2013 por causa de diversas acusações de pedofilia. Ele atuava como pároco em Villaviciosa, na região espanhola das Astúrias. (ANSA)
===
Print Friendly and PDF
_______________________________________________________________
ANÚNCIO DO BLOG $$$ Confira a promoção na página Loja e Negócios $$$
_______________________________________________________________

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção