Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


Não à hipocrisia… sim ao choro por nossos pecados!

Nesta tarde acompanhei a transmissão da Santa Missa na Basílica de Santa Sabina em Roma, presidida por Sua Santidade Francisco, dando início aos ritos quaresmais, tempo favorável para uma mais profunda e verdadeira conversão do coração a Deus, e consequentemente, conversão da postura para a misericórdia e a caridade que se mostra no contato sincero eFrancisco Cinzas sem hipocrisia ao irmão e irmã.

Em sua homilia, o Santo Padre destaca precisamente esta mensagem inicial que nos traz a Palavra de Deus, o rechaço total de qualquer atitude hipócrita, camuflando um cristianismo doente e que não tem suas raízes profundas no Evangelho de Nosso Senhor. Destacou ainda o Santo Padre as necessárias lágrimas, o choro por nossos erros, por nossos pecados que nos devem derramar prantos de arrependimento ao mesmo tempo que deve gerar atitude sincera de mudança, resultando numa verdadeira conversão.

Não à hipocrisia… sim ao choro por nossos pecados!

O Papa esta consonância com sua mensagem de Quaresma deste ano, onde pede que lutemos contra a cultura da indiferença que também chamou de “globalização da indiferença”, que nos faz viver acomodados com a maldade e esquecendo-nos do sofrimento dos outros, em todos os sentidos.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção