Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

Myleide

Já escrevi algumas vezes sobre a estanha relação que algumas pessoas nutrem com certos animaizinhos de estimação, tratando-os como filhos adotivos, um comportamento que realmente reprovo quando se transforma em descarrego emocional com o benefício da não responsabilidade dos filhos biológicos.IMG_20141208_090845
Mas certa pessoa me emocionou a alguns dias. Ligou-me numa certa hora da tarde em prantos lamentosos para comunicar-me o trágico falecimento de sua cachorrinha chamada Myleide. Era novinha, tinha poucos meses de vida e encantava a vida desta pessoa que de tão triste nem conseguia conversar direito.
Muitas vezes, confesso, em determinadas realidade familiares se faz necessário um animalzinho para receber a atenção que não se consegue depositar naqueles que nos rodeiam. Talvez seja este o caso da Myleide e sua delicada e sensível dona.
Penso que este caso possa ilustrar também uma difícil realidade da vida humana, a morte. Parece diminuir este momento tão delicado da morte humana querendo compará-la ao de uma cachorrinha, mas muitas vezes estes pequenos eventos nos fazem lembrar do ar que respiramos e que nos mantêm de pé, consciêntes e pensantes.
Myleide era uma criatura de Deus e como tal era amada por Ele. Até onde se compreende, não existe uma alma imortal nos cacchorros, mas a lembrança destes animaizinhos vivem na mente daqueles que sempre os cuidaram.

Comentários

Unknown disse…
Saudades da minha Myleide... :(

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção