Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


VBI PETRVS, IBI ECCLESIA, IBI DEVS

Papa Francisco no Trono
Nesta data sempre é favorável escrever algo sobre a Missão Petrina, missão reservada ao sucessor legítimo do apóstolo São Pedro, discípulo querido por Nosso Senhor Jesus Cristo para que em Seu nome conduzisse a Santa Igreja.

Nestes tempos, ocupa o Trono de Pedro, Soberanamente o Santo Padre Francisco. Figura peculiar dentre os perfis de seus antecessores. Olhando para o Papa Francisco me vem a mente João Paulo II e Bento XVI, tentando encontrar semelhança entre seu modus operandi com o deles, mas tenho que dar razão aos que dizem ser o Papa Francisco muito diferente dos dois antecessores. Esta diferença está longe de ser um preâmbulo de desfiguração da doutrina a cerca do Ministério Petrino.

De fato, muitos ainda se encontram confusos com o modo pastoral do Papa Francisco, deixando alguns na corda bamba entre a ortodoxia e a heresia. É fato também que o Papa Francisco não se assemelhará a nenhum outro antecessor, visto que sua carga cultural difere muito daqueles papas de outrora. Sua “veia” latina, lhe deixa mais “sanguíneo” ou “apaixonado” que os de cultura européia. Não que o Papa Francisco seja alguém displicente no quesito intelectualidade, pois já demonstrou algumas vezes sua racionalidade e perfeito domínio reflexivo.

Embora a fé nos leve obrigatoriamente a colocarmo-nos sob a guia de Pedro, hoje na pessoa de Francisco, não podemos esquecer que o Papa Francisco, como os antecessores, está sujeito a equívocos humanos e isto tranquilamente o leva muitas vezes a ser questionado. Seria pecado? De modo algum, enquanto não se questione a legitimidade de seu ministério. A teologia sempre ensinou que em questão de fé e moral a Santa Igreja é autoridade expressando sua sentença sobre tais assuntos pela missão do Santo Padre.

Na festa da Cátedra de Pedro, elevamos nossas orações a Deus pelo legítimo sucessor deste apóstolo no meio de nós, esperando que, de sua entrega total a tal ministério, o povo de Deus continue sendo conduzido aos prados eternos, livrando-nos dos lobos deste mundo, que cercam-nos para nos afugentar do rebanho de Cristo que é a Igreja.

Não nos cabe colocar em dúvida a legitimidade do ministério do Papa Francisco, apesar de algumas vezes não compreendermos bem algumas de suas atitudes ou posições. Muitos santos diziam, “amém o Papa, apesar do ser humano”. Seja Francisco, Bento ou João… nosso amor ao Sucessor de Pedro nos leva a amar o próprio Cristo sobre a Terra.
“Viva tanto ou mais que Pedro”!
VBI PETRVS, IBI ECCLESIA, IBI DEVS.
_______________________________________________________________
CATEQUESE SOBRE O PAPA:

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção