Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


Na liturgia, podemos tocar Deus

“A  Igreja se torna visível de várias maneiras, as ações de caridade os projetos de missão, os apostolados pessoais…”, “mas o lugar em que fazemos a experiência mais plena sobre a Igreja é na Liturgia…”.
É no momento da celebração litútgica que nossos sentidos ficam mais sensíveis a Deus, é na liturgia que podemos elevar de tal forma nosso espírito sobrepondo-o ao corpo e como que tocando a Deus. Sem exagero, nas palavras do Santo Padre, podemos perceber não somente sua devoção pessoal a Liturgia, mas a real postura diante de tão excelente momento na oração cristã.
”A litugia é celebrada por Deus, não por nós mesmos, é obra dele. Ele é o sujeito e nós devemos nos abrir a Ele…”
Especialmente a Liturgia da celebração eucaristica, deve nos elevar, não somente pelo espírito, mas também pela vontade e inteligência, a nos aproximar mais de Deus, tocá-Lo também no aumento de nossa disposição a uma vida cristã mais exigente, mais devota e testemunhal. Também toca-Lo com a máxima compreensão de sua Vontade, algo que podemos aceitar pelo intelecto, mesmo não compreendo perfeitamente seu misterioso desígnio.
”Peçamos ao Senhor que nos ensine a viver a liturgia a cada dia, especialmente, a celebração eucaristica”.
 

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção