Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

Quinta-feira – Gl 3,1-5 Lc 11,5-13

XXVII Semana do Tempo Comum

Pe. Valderi da Silva

Estimados irmãos e irmãs, o que ouvimos de Paulo aos Gálatas (Gl 3,1-5) nos pede uma reflexão sobre como estamos cuidando de nossa fé, e mais ainda, de como estamos vivendo ela.

Paulo interroga a comunidade sobre o que estão deixando que a fé que receberam pela pregação do Evangelho se transforme, pois vê que muitos estão deixando de viver segundo a fé recebida pelo Espírito para viver segundo as conveniências da carne, ou seja, vivendo uma vida muito mais do mundo do que de Deus. É no sentido de que se pode perder o próprio sentido sobrenatural da fé que escutamos estas palavras de São Paulo. Não podemos deixar de ver neste perigo algo que nos afastaria em definitivo do amor de Deus, pois se trata de viver uma mentira, deixando de lado o próprio Deus que se revela a nós e apegando-se exageradamente a costumes, hábitos e leis que não necessariamente nasceram da fé.

É preciso notar que Paulo não quer dizer que a Lei deve ser detestada pelos cristãos, que deve ser evitada. Nas palavras de Paulo precisamos perceber a ordem que deve sempre estar diante de nossos olhos, pois a Lei vêm da fé que por sua vez nasce da pregação que foi inspirada pelo Espírito. De modo que a Lei não deve estar acima, em nossas vidas, da fé, da pregação e por conseguinte do Espírito. Quem inverte esta ordem é justamente aquele insensato que não percebe que nasceu do Espírito mas que agora esta vivendo segunda a carne, ou seja, segundo a mera organização civil da sociedade, mas não prioritariamente segundo a fé que recebeu.

Neste caminho cristão, de seguimento de Jesus Cristo, podemos certamente nos encontrar diante de uma queda de nossa fé, momentos em que parece estarmos nitidamente fracos nesta adesão pessoal a Deus, duvidando muitas vezes até de sua Palavra Sagrada. É justamente nestes momentos que devemos olhar para este evangelho de hoje (Lc 11,5-13), em que Jesus nos consola imensamente ao dizer-nos que basta pedir que nos será dado.

Curiosamente pode-se questionar o porque pedir quando se esta neste deserto da fé. Deve-se pedir aportunadamente nestes momentos, pois é neles que Deus vêm mais urgentemente ao nosso socorro quando o fitamos sem aquele amor que gostaríamos e pedimos “Senhor, aumenta minha fé”. Poderíamos dizer a nós mesmos que, na secura da fé, este pedido começa a avivar minha adesão a Deus, pois o simples fato de não desistir dela já me suporta para levantá-la de onde caiu.

Pedindo a Ele de coração sincero, com a devida consciência do que pedimos, recebemos de sua bondade o Espírito Santo que outrora deixamos de seguir e viver (cf. Lc 11,13).

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção