Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

Segunda-feira – At 11,1-8 Jo 10,1-10

IV Semana do Tempo Pascal

Pe. Valderi da Silva

O fato relatado por Pedro, acontecido em Jope, vem a confirmar de modo prático e visível o que Cristo nos transmitiu, a saber: o evangelho deve ser comunicado também aos pagãos. Algo que parte do mandato do próprio Jesus, ide, pois, ensinai a todas as gentes, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt 28,19), e esta ordem foi a que moveu Pedro a aceitar a visão que teve e comunicar a este povo de Jobe, cidade de não judeus, a Boa Nova de Cristo. O evangelho não fala claramente, mas certamente houve alguns que pediram a Pedro o batismo, após saberem de seu testemunho entre este povo.

Jesus e a porta O que fica-nos claro neste relato dos Atos dos Apóstolos é que a salvação veio para todos, sem distinção. Que não se pode excluir alguém de conhecer a mensagem de Cristo, pois Deus certamente o deseja salvar pelo Seu Filho também. Nossa atitude, como cristãos deve se assemelhar a de Pedro, que não temeu testemunhar sua fé e a Ressurreição de Jesus a quem poderia até reagir de modo inesperado. Mesmo àqueles que vivem com se Deus não existisse em seu “mundo”, encontramos chance de dar a conhecer as maravilhas de Cristo e de como Ele se encaixa perfeitamente em nosso viver. Na verdade, ele é essencial para o nosso viver!

Este trecho que ouvimos hoje do evangelho, antecede o evangelho do Bom Pastor, que ouvimos no domingo. Nele Jesus declara ser o único, certo e verdadeiro acesso ao Reino de Deus. Sua Ressurreição encontrou e abriu a única porta existente para a eternidade feliz, ou seja, Jesus Cristo. Ele não somente é a porta, como é Ele mesmo quem nos conduz para este Reino. O que nós precisamos sempre perceber e fazer nossos irmãos perceberem é que não há outra maneira de viver, após a morte, numa felicidade completa sem passar por esta porta, Cristo Jesus. Não existe outro acesso, nem pessoas, nem pedras mágicas, nem livros “poderosos”, nem a ciência. Estas coisas são como que as outras formas de entrar no redil das ovelhas, como disse Jesus: ladrões e assaltantes!

Em nosso tempo muitos falsos pastores tentam entrar no coração humano, não pela Porta, mas por outros acessos inventados, elaborados pela mente e imaginação humana ou pelo espírito confuso e distorcido por tendências intelectuais e espirituais. Estes são como ladões e assaltantes, disse Jesus e, lembrando do evangelho do IV domingo deste tempo, são estes mercenários, pois não surgem para doar-se pelas ovelhas, mas para se beneficiar delas.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção