Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

Agnóstico ou ateu, mas inteligente!

Sempre admirei críticas (concordando com elas ou não) que fossem inteligentes, ou seja, que mostrasse a perspecácia intelectual de quem a estava fazendo. Além disso, críticas ou simples opiniões objetivas mas ao mesmo tempo envoltas em ironia fina mas sincera humildade e coragem. Mais ainda, fundamentadas coerentemente em idéias defendidas do início ao fim.

Este tipo de crítica ou opnião encontrei não raras vezes em Arnaldo Jabor.

Pessoa que facilmente poderia enquadrar juntos com os agnósticos, senão parceiros dos ateus em seus sofismas insustentados. Mas diante de suas várias palavras ouvidas, ainda acredito que uma vagunha do anseio pela Verdade que alimenta todo o cristão resiste neste homem.

Além disso, posso dizer que existe uma certa admiração pelas suas qualidades de jornalista que inteligentemente sabe usar as palavras para criticar quando necessário mas também louvar quando isto parece justo.

Posso estar engando ao me pronunciar “admirador” deste jornalista e cineasta (aliás seu último será lançado ainda este ano Suprema Felicidade), mas não posso me arrepender ou camuflar minhas escolhas sob pena de ser “mercenário da verdade” comigo mesmo.

Arnaldo Jabor no Programa do Jo por wizard_of_war no Videolog.tv.

Arquivo de suas colunas em http://g1.globo.com/platb/arnaldojabor

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção