Pular para o conteúdo principal

≡≡ LEITURA RECOMENDADA

O conservador na guerra hermenêutica

Contra tudo o que pode parecer comum no mundo atual, o conservador não deixa-se levar pelas pressões sociais e grupais, que muitas vezes cobram altos preços pela aquesciencia ou pelo enfrentamento de ideias e posturas sem nenhum fundamento na realidade, sem nenhuma obediência a natureza mesmo das coisas criadas e sustentadas pelo Criador.  Claro que a imensa maioria destas ideias e posturas que pressionam o conservador originam-se de mentes negadoras da existência de Deus ou negam sua fundamental influência no mundo e na história, o que faz com  estas ideias e posturas já desenvolvam-se alienadas da ideia de um criador e sustentador da existência em seu ser. Esse pressuposto já traz um bom motivo para que o conservador desconfie de qualquer "boa ação" ou "boa intenção" que possa ser apresentada a ele, sendo patrocinada e impulsionada por quem pressupostamente desconsidera o fundamento da realidade existente. Já escrevi aqui sobre a fundamental insistência da mente

São Pedro Julião Eymard, Confessor

st pierre julien eymard Grande Santo do século XIX, foi inicialmente sacerdote secular zelosíssimo, a ponto de ser comparado ao Santo Cura d`Ars. Tão fervorosa era sua paróquia que, certo ano, conseguiu que cumprissem a obrigação pascal todos os seus fiéis que estavam em idade de a cumprir, sem nenhuma exceção. Passou, a seguir, 17 anos como religioso na Sociedade de Maria, chegando a ocupar cargos dos mais altos nessa família religiosa. Somente depois recebeu de Maria Santíssima a missão de fundar uma obra dedicada à adoração perpétua da Eucaristia. Efetivamente fundou a Congregação dos Padres do Santíssimo Sacramento.

Fonte: http://santoral-valderi.blogspot.com/2009/08/sao-pedro-juliao-eymard-confessor.html

“São Pedro Julião Eymard: criador da adoração perpétua do Santíssimo Sacramento
De humilde fabricante de azeite, transformou-se em pregador com palavras de fogo, em profeta, operou milagres e conheceu com antecedência o trono que ocuparia na corte celeste…” leia mais em Missa Tridentina em Portugal.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Carta de um leigo a Dom Benedito Beni dos Santos a respetio da “Missa Sertaneja” celebrada pela Comunidade Canção Nova