Pular para o conteúdo principal

≡≡ LEITURA RECOMENDADA

O conservador na guerra hermenêutica

Contra tudo o que pode parecer comum no mundo atual, o conservador não deixa-se levar pelas pressões sociais e grupais, que muitas vezes cobram altos preços pela aquesciencia ou pelo enfrentamento de ideias e posturas sem nenhum fundamento na realidade, sem nenhuma obediência a natureza mesmo das coisas criadas e sustentadas pelo Criador.  Claro que a imensa maioria destas ideias e posturas que pressionam o conservador originam-se de mentes negadoras da existência de Deus ou negam sua fundamental influência no mundo e na história, o que faz com  estas ideias e posturas já desenvolvam-se alienadas da ideia de um criador e sustentador da existência em seu ser. Esse pressuposto já traz um bom motivo para que o conservador desconfie de qualquer "boa ação" ou "boa intenção" que possa ser apresentada a ele, sendo patrocinada e impulsionada por quem pressupostamente desconsidera o fundamento da realidade existente. Já escrevi aqui sobre a fundamental insistência da mente

Amigos da sabedoria

A filosofia realmente é um universo muito abrangente, tanto que muitos percebendo que não poderam a abarcar totalmente deixam-la de lado, relegando ela ao esquecimento de um canto qualquer em uma estante de livros.

Nossas escolas aos poucos estam recuperando esta disciplina em suas séries, tentando amenizar um pouco o erro que foi eliminar determinadas matérias de séries escolares, principalmente as que tratam com adolescentes como as que ajudam a formar a civilidade o patriotismo e principalmente o caráter. No meio dessas encontra-se a filosofia matéria que nunca deveria deixar o corpo educacional de uma escola, pois nunca um ser humano deixará de viver e pensar.

Os amigos da sabedoria se acercam dela, pois são amigos dela, procuram-a em todos os lugares. Estes amigos dela são chamdados de filósofos, mas este grupo nunca pode ser visto como restritivo e inacessível aos demais. Todos somos chamados a ser amigos da sabedoria, ela que primeiramente quer nos conhecer para aos poucos criar intimidade conosco e assim afetividade.

Os mais célebres filósofos foram os que não colocaram impecilios a ela deixando-se cativar por ela.

Amizade é um misto de conhecimento, intimidade, sentimento afetivo, presença e necessidade. Assim surge nossa amizade com a sabedoria e desta forma nos tornamos filósofos. Evidentemente este processo leva mais tempo do que uma amizade de ser humano com ser humano, mas é mais profundo e vital.

O importante é que todos possam perceber que a sabedoria que nasce da honesta busca pela verdade, é acessível a todos, indistintamente, ou seja, o que falava sobre a sabedoria querer a amizade de todos nada mais é do que a acessibilidade de todo ser pensante a verdade como tal, melhor dizendo a busca constante pela essência dos entes.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Carta de um leigo a Dom Benedito Beni dos Santos a respetio da “Missa Sertaneja” celebrada pela Comunidade Canção Nova