Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


A influência do mal espiritualizado em demônios

Na vida do ser humano sempre há algumas coisas que nunca o separarão, como por exemplo os sentidos, mesmo os que por algum tipo de acidente perderam algum. Pois nunca também o ser humano deixará de ter a capacidade de sentir o invisível assim como é certo que sente o visível. Alguns tendem a sentir em maior grau o “mundo invisível”, daí chamamos estes de sensíveis e sensitivos.

Certo é também que o mal absoluto não existe, e isto já foi mais do que provado pelos argumentos da razão. Neste momento faço questão de lembrar Santo Agostinho onde simplesmente ele diz, em seu escrito contra Marcião: se o mal absoluto existisse não poderia ser mal, porque já possui um bem, que é a existência. De modo que o mal absoluto não pode existir, do mesmo modo podemos dizer que Lúcifer (ou Satanás, Diabo) foi criado bom, pois existe, é um anjo que ao se antepôr a Deus preferiu morrer eternamente.

O mal absoluto não existe. Lúcifer existe com sua preferência a escuridão eterna. Existe as pessoas sensíveis e além disso todos podem através de seus sensitidos perceberem raramente algo que não os é perceptível ordinariamente.

Pois possessões são possíveis e acontecem no mundo de hoje como sempre aconteceu. Não por pecado das pessoas, mas pela finalidade que o Demônio e os seus demônios criaram para si: já que não podem ser como Deus, querem atrapalhar a criação levando as vezes a auto destruição.

Repito para ficar mais claro, o mal absoluto não existe. Assim, o que existem são espiritos sem nenhuma experiência do bem (já que um bem eles tem que é a existência). Eles, como espírito, pertencentes ao “mundo invisível” podem fazer-se sentir por algumas pessoas.

Existe alguma coisa que pessoas suscetíveis a eles podem fazer para não serem pressas? Sim. Com espírito (mal) somente se pode contrapôr um outro espírito (bom), neste caso o principal é outro anjo, Miguel que, pelo que conhecemos da Sagrada Escritura era também anjo chefe da milícia celeste. Ele pode lutar e defender contra o maligno, atribuição de seu próprio nome.

A influência do mal espiritualizado em determinadas pessoas não é o fim delas. O espírito (mal) não quer acabar com suas vidas, sua finalidade é outra. O que pode acontecer, como nos mostra a história, é que muitas pessoas acabam não resistindo aos maltratos dos demônios em seu corpo.

***

O exosrcismo de Emily Rose [español / english]

O exorcista [legendado em português]

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção