Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Cooperatores veritatis

É verão e esta chovendo, aquelas típicas chuvas de verão, rápidas e de violência amena o suficiente para refrescar o ambiente. O calor excessivo não me anima a escrever, mas a chuva faz este trabalho de animação, e por isso estou aqui para escrever sobre um assunto ou ideia que estava engavetada com muitas outras. Quando falamos nos estudos acadêmicos em "buscar a verdade", "transmitir a verdade", "servir a verdade" ou mesmo em "obedecer a verdade" muitas vezes pressupõe-se a realidade VERDADE que pode-se simplesmente apresentá-la como Aristóteles, mas a verdade mesmo é uma PESSOA, e escrevo em caixa alta porque refiro-me a Deus mesmo, o Criador por excelência, fonte de toda a realidade existente. De fato, nada existe sem a consciência Divina que existe pensando em tudo e em todos, já que o seu esquecimento de alguma realidade significaria a inexistência desta realidade. Se você não chegou a esta certeza da dependência da realidade do pensamento

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡


INSTABILIDADE EMOCIONAL


Todas as pessoas vieram da mesma origem, carregam em si a mesma estrutura orgânica. Todas as pessoas trazem consigo o mesmo potencial. Aquilo que por vezes alguém admira no outro, também ele pode fazer. Falo de tudo mesmo! Mas este tudo com uma “prévia” semeadura durante o crescimento.
Com isto, fico admirado ao constatar a maioria das pessoas que nem chegam a tentar exercer o mínimo de sua potencialidade natural. Pessoas que ao menor “desafio” que possa aparecer em suas vidas, se desespera – para não constar outras coisas.
Sou pessoa simples, não sou extraordinário em nada do que se possa imaginar. Trabalho sete horas por dia por um salário mínimo. Um dos poucos prazeres que tenho é este de escrever minhas opiniões e idéias neste espaço. Mas vejam, nem por isso, sabendo de minha condição social, menosprezo e nunca menosprezarei minha natureza humana repleta de atributos, direitos naturais e deveres naturais.
Estas muitas pessoas que percebo logo se desequilibrarem por algo – por vezes pequeno – são pessoas que esqueceram sua natureza, e esquecendo-se dela, se deixaram guiar pela emoção. E disso não vejo escapar ninguém, seja ele psicólogo, psicanalista, sacerdote, assistente social, padeiro, pedreiro, político, etc., qualquer um desses e muitos mais caem nesta vala da emoção que para nós pode ser motivo de destruição.
Este sentimento que me move a atuar de tal forma pode estar sendo impulsionado por minha emoção. Assim, frente a uma cobrança embaraçoso de meu chefe - tendo eu muitos outros colegas - fico sem palavras, e logo baixo a cabeça para ele e “desconto” nestes meus colegas.
Ser cobrado ninguém gosta de ser, mas é inevitável quando nos referimos a um ambiente de trabalho.
Cabe a cada um de nós sabermos controlar este atributo que naturalmente temos chamado EMOÇÃO, para que não façamos ela molestar a emoção de outros!
Pax Christi

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção