Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

O sacerdote e a Santa Missa - I


Onde nascemos e crescemos: a Santa Missa.

Assim, os verdadeiros filhos de Deus encontram sustentação neste mundo dilacerado por inúmeras “catástrofes” naturais e humanas.

A Santa Missa nasceu de uma ceia, de uma reunião de iguais, de irmãos, para comer e beber. Mas comendo e bebendo eles celebravam algo. Naquela primeira Santa ceia memorável em que Cristo instituiu o sacerdócio e a Eucaristia, pela primeira vez, dava-se Seu corpo e sangue como prova e alimento de nossa salvação e como sustentação de nossa nova vida.

Estes que estavam lá, reunidos com Cristo, foram protótipos do que todos após eles, deveríamos ser: comendo e bebendo de seu corpo e sangue e tendo já sidos alimentados por sua Palavra, ter coragem de sair a pregar sem medo de desgaste. Sem este alimento salutar que encontramos ali, na Santa Missa, não como ir a pregar, como os discípulos.

Todo o cristão nasce dali, da Santa Missa. Ninguém poderá negar que a fé pela qual fomos batizados nasceu de certa “incorporação” espiritual a esta Igreja, que surgiu em nossos pais fortemente durante a Santa Missa, pois ali eles tiveram clara a posição de batizar seus filhos nesta fé que também eles professavam.
*
O sacerdote pode se considerar em um nível superior aos demais cristãos, e então ele vai sorrir para todos em suas demonstrações de fé, mas vai ao intimo dizer, “que simplório!”.
O sacerdote nada mais é que um cristão com uma vocação especifica por isso a Santa Missa deve ser para ele tão vital como aos demais.

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção