Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

O homem atual esqueceu sua criação?



Dentre muitas coisas que temos para pensar se torna inevitável, para quem realmente vai a fundo ao pensamento, se perguntar mediante o mundo que assistimos: o homem esqueceu sua criação? Parece pessimismo, mas o fato é que diversos fatos que vemos na atualidade nos fazem pensar a respeito. Homens desvalorizando sua vida, a vida de outros, os bens dos outros, a vida matrimonial dos outros, etc.
É uma avalanche de coisas que presenciamos todos os dias. Talvez duas delas sejam, em minha opinião, as mais preocupantes: a desvalorização da vida e a desvalorização do estado conjugal.
A primeira é mais fácil de falar, até porque facilmente se vê alguma polemica a respeito. Olhando para a natureza do homem (falo homem e mulher) vemos a incorruptibilidade em que a vida deles surgiu: sem nenhuma nuvem de sacrificar um ao outro para sobreviverem, ou fazerem o bem! Cada um recebe o que é comum a todos, a vida. E esta, antes de qualquer coisa, não esta acima de tudo que se possa ter? Com este simples pensamento, como se pode dizer que é o bem maior matar alguém para fazer outro, já adulto e consciente, ir para casa melhor?! O caso do aborto provocado é um explicito caso de que nas leis ou normas não esta inclusa a natureza do ser humano. Muitos já escreveram sobre isso, e mesmo assim as pessoas agem como se o outro – indefeso! – fosse propriedade dela, que serve para seu prazer ou bem estar! Caso de inversão de valores, a vida que naturalmente deveria estar no topo, é colocada depois de meu bem estar ou outras coisas.
Outro fato de pura inversão de valores é o matrimonio, ou estado conjugal. Não é, claro, algo que esta por cima de tudo, no topo de uma lista de valores. Mas tem seu valor indefectível que pouco a pouco se esta querendo desmanchar, por quê? Ora, parece simples, porque supostamente não nos deixaria livres para fazer o que se quer! Isto é a primeira ou das primeiras atitudes de quem deseja uma liberdade falsa, ou falando claramente, libertinagem. Esta pode então fazer com eu primeiramente – e isto acaba se tornando algo imediato – desrespeite a minha natureza de homem e de mulher. Será que o ser humano, com o passar dos anos ao invés de evoluir regride? É isto que vejo, regressão disfarçada de “evolução humana”.
É, parece que o ser humano deve lembrar da sua criação, só assim vai colocar em ordem seus valores e, por conseguinte viver em um mundo melhor.


Pax Christi

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção