Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

CASAR-SE: NATURAL, MAS OPCIONAL

Gostaria de comentar o que li recentemente, que transcrevia as palavras de Martin Luther sobre o casamento. Esse versículo (Gn 1, 28) nos dá a certeza de que o homem e a mulher devem se unir, para se multiplicarem. Assim como não esta em meu poder deixar de ser homem, também não esta em meu poder ficar sem mulher ... não se trata de livre escolha ou decisão, mas de algo necessário e natural.

Realmente podemos procurar e encontraremos tal ordem divina dada por Deus na criação do ser humano. Ao ser humano não cabe duvidar da naturalidade do casamento, ou seja, duvidar ou questionar a ordem natural que leva o homem a se unir a uma mulher e uma mulher a se unir a um homem.

Mas a respeito da obrigatoriedade de optar por esta determinada lei natural da união marital – saiba-se que, marital desde que tenha como finalidade a procriação e união –, teve uma “brecha” aperta pelo próprio Senhor Jesus (Mt 19, 12) deixando livre de “condenação” aqueles que optassem por não cumpri-la em prol de uma entrega total e voluntária ao Reino dos Céus.

Não digo que estão totalmente erradas as palavras de Lutero ao dizer ...algo necessário e natural, mas não totalmente acertadas no tocante ao mandato de Cristo, tendo como horizonte uma clareza maior que Jesus mesmo veio trazer da própria criação. Não se trata de dizer que Jesus teria ferido o mandado criador de Deus, mas sendo Jesus o próprio Deus seria contraditório pensar que assim o fosse. Trata-se, além disso, de mostrar a gloriosidade da entrega de sua vida pelo objetivo de expandir, e manifestar o Reino de Deus a todos e fazer com que todos neles se mantenham.

É claro que Lutero pode ter dito mais coisas que complementam esta frase tirada de um de seu escritos, mas julguei oportuno utiliza-la para falar deste assunto.

Existem pessoas (eunucos, poderíamos metaforizar) que nos dias de hoje optam em deixar suas vidas entregues ao amor e trabalho do Reino dos Céus: nossos sacerdotes!

Pax Christi

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção