Pular para o conteúdo principal

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ LEITURA RECOMENDADA ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡

Marx e os seus dominaram a educação brasileira

Que os livros didáticos oferecidos paras as escolas no Brasil inteiro serem fundamentados em figuras como Paulo Freire, Michel de Foucault, Jonh Dewey, Antonio Gramnsci e Jean-Jacques Rosseau, é um fato notório, e basta qualquer passada de olhos nestes mesmos livros que os professores usam em suas aulas e os que eles mesmos utilizam para se formarem, para notarmos a ideologia social presente destes senhores acima citado em todos os campos do conhecimento, em todas as áreas, pois se focaram não no conteúdo em si das matérias mas na forma, na didática utilizada, tornando assim qualquer matéria meio de formação segundo a ideologia que desejam fixar nas gerações. No trecho destacado abaixo, percebe-se o porque existe uma mudez nacional acerca desta formação ideológica ministrada nas escolas por quase todos os professores. Tirado do site Wikipedia O final deste trecho é o mais importante, pois é através dele que podemos perceber a profundidade e extensão do problema a se enfrentar. As obras

BEM VINDO

PAIRAM FUMAÇAS SOBRE O INTER!

Ontem a noite vi algo que fez jus a realidade. Não somente porque sou gremista que falo, mas porque o Corintians demonstrou uma competência sem igual.
O Corintians tendo vencido por 2 a 0 em São Paulo, gozava de um certo co9nforto para esta partida de ontem. Ele fez seu dever de casa, ganhou em casa. O Inter é que não soube fazer aquele gol tão necessário fora de casa para que sua desvantagem não ficasse tão desesperadora, afinal em casa teria o Corintians, time bem postado que perdeu uma somente no campeonato e que tem um dos melhores técnicos da atualidade no Brasil. Bom, aconteceu que dentro dos 20 minutos iniciais, Jorge Henrique do Corintians fez um gol. Algo completamente inesperado para aquela torcida, mais de 40 mil colorados se calaram e escutaram a voz de dois mil corintianos – apenas 2 MIL – que comemoraram como nunca aquele gol. E para completar a festa corintiana, André Santos fez outro gol aos 28 minutos... Preciso falar?! Calou-se o chamado “Monumental Beira Rio”. 2 mil fizeram a festa!!!
O Inter perdeu o controle emocional e do jogo. No segundo tempo os jogadores fizeram para o tudo ou nada, conseguiram fazer dois gols com Alessandro, um atrás do outro. Mas no meio disso os colorados mostraram o que são, crianças que não sabem perder: logo brigaram (na verdade vinham fazendo isso desde o primeiro tempo) e discutiram com o juiz. Resultado: D’Alexandro expulso e também os técnicos Mano Menezes e Tite!
Quero para terminar dizer: NILMAR DIFERENÇA? Onde?

Pax Christi

Comentários

Publicação mais visitada do site no último ano:

Objetos de Devoção