Carta aberta de um sacerdote: SINE DOMINICO NON POSSUMUS!

Ao meu bispo,
ao legítimo sucessor de Pedro, 
àquele que está sentado na cadeira de Pedro, 
ao bispo de Roma,
e a todos os bispos da Itália
e toda a Igreja Católica.

Dirijo-me dessa maneira, porque talvez seja o único capaz de alcançar efetivamente os destinatários.
Peço, portanto, a todos aqueles que têm a oportunidade de dar a máxima visibilidade, por qualquer meio, a este meu texto, sem medo das consequências que possam ter sobre mim. Pessoalmente, assumo total responsabilidade pelo que escrevo.

Eu, Francesco d'Erasmo, Sacerdote da Ordem dos Presbíteros da Igreja Católica, ordenado em La
Storta em 26 de junho de 1999, nascido em Milão em 29 de janeiro de 1974, em plena posse de minhas faculdades, dirijo meu apelo aos destinatários desta minha carta. escrito e a todos os católicos e homens de boa vontade.

Não basta cansar a paciência dos homens? Porque agora você também deseja cansar a do meu Deus?
Por anos você desprezou o temor de Deus, pressionando de qualquer maneira para o acesso sacrílego aos sacramentos e ofícios eclesiásticos, enganando o povo de Deus sobre a verdade da fé católica a esse respeito, e abusando de sua autoridade, e agora você tem muito medo de contágio impedindo que os fiéis acessem os sacramentos?

E você também tem a arrogância e a arrogância de proclamar que não é obrigado a fazer isso, mas escolhe livremente esse comportamento?

Por que você nunca removeu católicos de nações inteiras do dilema de ser excomungado por apostasia ou pagar impostos à Igreja Católica, como na Alemanha, por exemplo?

Hipócritas!

O que é mais importante para você? Servir a Deus ou a Mamom? Você substituiu seus ídolos por Deus! Não acredito que você está fugindo da raiva iminente!

Você pode brincar com a pele dos fiéis, porque não tem a maior idéia do que significa para um verdadeiro cristão ser privado da graça dos sacramentos. Um cristão está muito pronto para perder a vida, mas ele não pode viver sem sacramentos!

Mas isso não "desce ao seu coração". Tanto é assim que podemos celebrar por conta própria e nos absolver entre nós!

E os pobres fiéis?

Ainda ontem foi o sétimo aniversário de um evento que foi fundamental em tudo isso. Apenas sete anos atrás, começou a situação em que na igreja o poder supremo está nas mãos daqueles que se tornam paladinos da igreja das portas abertas. Ontem mesmo, exatamente na diocese do vigário de Cristo, exatamente na sua diocese, o fechamento das portas das igrejas foi decidido!

Para proteger do vírus.

E quem protege os fiéis dos lobos vestidos como cordeiros?
E quem protege os fiéis de uma vida sem a graça dos sacramentos?

Ontem mesmo Jesus disse: se eles não ouvirem Moisés e os profetas, eles não ouvirão, mesmo que alguém ressuscite dos mortos!

Eu sei Mas também é dito que, se os cavalos não podem correr, os burros devem correr.

Eu sou um burro pobre, pecador, simplório, alguns estão convencidos de que ele também é doente mental. Não posso ir até você com nenhuma autoridade específica. Não tive revelações particulares, senão a voz da consciência. Então apelo à sua razão, à sua consciência, se seu coração também estava fechado.

Tente ver se os fatos da história não dão razão ao que o Céu anuncia há anos, incomodando ninguém menos que a Virgem Mãe, que pela primeira vez foi anunciada por Isaías a Acaz.

Deus está contente com um ato de arrependimento sincero.

Na segunda-feira, a maravilhosa oração do profeta Daniel nos foi proposta.

A Virgem Maria pede um ato de consagração ao seu Imaculado Coração. Nada mais.
Mas não é um ato de confiança, apenas para dar sorte, dando superficialmente mais peso às teorias dos teólogos avassaladores do que às Suas palavras.
Um ato sincero, que nasce do fundo do coração, no qual deposita total confiança em Seu Coração Maternal, que Jesus nos deu por testamento da Cruz.
Um ato que não pode ser feito persistindo nos pecados e mentindo simultaneamente.

Arrepender-se, converter-se e crer no evangelho!
Evite que o Senhor precise repetir para você como Pedro: afaste-se de mim, Satanás, porque você não pensa segundo Deus, mas segundo os homens!
Por que você continua coxo com as duas pernas? Guias cegos e cegos!

Ajudei muitos no meu leito de morte como sacerdote. Nunca é tarde para voltar a Deus!

Eu imploro, deixe-se reconciliar com Deus!
Peço perdão a muitos que não são cúmplices nas coisas que denuncio, obviamente não estou falando a todos indiscriminadamente.
Peço aos fiéis que orem porque todos os seus pastores não precisam sofrer o destino dos viticultores assassinos.

Mas se vocês, os destinatários desta minha escrita, sentirem a tentação de lutar comigo, por si mesmos oprima a verdade que lhe digo, lembro-lhe o destino do faraó. E eu lembro as palavras de Gamaliel ao Sinédrio. Não seja tolo. Além disso, se você me perseguisse, só daria visibilidade a essas minhas palavras. E alguém deve se lembrar disso por experiência própria. O Senhor nunca me abandonou. Até agora, até os demônios já perceberam.

Você que pisou na Palavra de Deus, releu a última página do Apocalipse. Jesus nos avisou que o céu e a terra passarão, mas Suas palavras não passarão antes que tudo seja realizado!

Todos os demais são responsáveis ​​por suas próprias decisões e omissões.

Ao Deus Todo-Poderoso, Criador do Céu e da Terra, ofereci minha vida no sacerdócio e tento oferecê-la, apesar de minhas muitas traições na fidelidade diária. A ele renovo, pelas mãos de Maria Santíssima, Mãe Imaculada de Seu divino Filho Jesus Cristo, a oferta e consagração de todo o meu ser, para que tudo em mim, que é um obstáculo à Glória de Deus, seja queimado pelo fogo do Espírito. Santo, e tudo o que resta não passa de uma humilde coroa lançada aos pés do Cordeiro para a glória de Deus.

Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

Na fé
Francesco d'Erasmo - Diocese de Civitavecchia-Tarquinia, 13 de março de 2020

Anúncio do Blog