Coloque seu Email e receba os novos artigos:

Delivered by FeedBurner

About

Minha foto

  • FACCAT - Faculdades Integradas de Taquara
    • Letras, 2015 [em curso]
  • PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
    • Teologia, 2004 - 2007
  • SMME - Seminário Maria Mater Ecclesiae do Brasil
    • Filososfia, 2002 - 2003

Pesquisa:

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Páscoa: Jesus no mundo de hoje I

Queridos amigos.

Tenho tido pouco tempo para abastecer este blog pessoal, na verdade algum tempinho sempre sobra, mas o cansaço e as vezes uma leve preguiça fazem com que deixe de lado meu hábito de escrever.

A exemplo do que fiz a alguns anos atrás, 2010, se não me falha a memória, quando escrevi quatro postagens sobre a Ascensão de Jesus, pensei escrever sobre a Páscoa, mas com o olhar no dias de hoje, de como Jesus ressuscitado esta sendo presenciado neste quotidiano cada vez mais incompreensível de nosso tempo.

Devo confessar que muitas coisas realmente são incompreensíveis, talvez por minha visão cristã com alcance limitado pela habitat onde vivo. Não que ser cristão me limite a uma visão mesquinha e sem alcance do que realmente importa, mas falo dessa deficiência do ser humano por viver no mesmo local sem muitas experiências in locu dos quotidianos locais ao redor do mundo. Talvez alguns poucos privilegiados possam ter estas experiências de que falo, mas sei dizer que eu sou parte da maioria, que estuda e reflete aquilo que a Sagrada Escritura nos coloca e aquilo que a Santa Igreja e seus pastores nos orientam.

Talvez esta postagem tenha como assunto isto mesmo, "o reconhecimento de nossa limitação diante da recepção de cada ser humano da presença ressuscitada de Nosso Senhor".

A Páscoa de Cristo não apenas sinal de algo, mas esperança certa da existência de uma vida divina e eterna, de uma vida que somente se assemelha a vida que deveriam ter tido os seres humanos no Paraíso antes da entrada do mal no mundo. Reconhecer que a presença ressuscitada de Nosso Senhor é afetada pelo quotidiano do ser humano é o primeiro passo para compreender as carências hodiernas daqueles que não conseguem viver com Deus neste mundo.

Nenhum comentário: