Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

A batalha está no começo!

No último dia 31 de agosto, uma votação no Senado Federal entra para a história da República Federativa do Brasil. Por 61 votos a 20, os senadores decidiram afastar definitivamente da cadeira presidencial a Sra. Dilma Vana Rousseff, pelo crime de improbidade administrativa nas contas públicas, tendo feito decretos de suplementação orçamentária sem o aval do Senado Federal, "senhor do orçamento" (nas palavras do Sr. Procurador do TCU, Júlio Marcelo).

Este processo de impeachment havia sido admitido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Sr. Eduardo Cunha, político investigado e atualmente prestes a ser cassado por corrupção. Ele admitiu a abertura de tal processo em dezembro de 2015, fazendo com que, a Câmara dos Deputados aprovasse ou não a admissibilidade de tal processo (ou seja, se deveria seguir ou não). Foi assim, que no dia 17 de abril de 2016, por 367 votos a 137, os deputados aprovaram o prosseguimento do processo de impeachment de Dilma Rousseff, o encaminhando para o Senado Federal, que levou o processo ao desfecho já mencionado.

Sempre fui critico deste Partido dos Trabalhadores, e aqui mesmo escrevi e compartilhei várias notícias e comentários sobre o grande erro para o Brasil ter tal partido no poder, pois não era simplesmente um grupo de políticos quaisquer, era um partido com a finalidade principal de implantar sistematicamente o socialismo no Brasil (socialismo que é um "nome bonitinho" para comunismo), e isto fica muito claro ao estudar o estatuto do partido, suas causas defendidas e o plano de governo de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Princípios cristãos são os primeiros a serem duramente atacados no socialismo estatal. As leis criadas e aprovadas tendem a diminuir e criminalizar o próprio exercício de valores cristãos, a começar pelo valor irrevogável do nascituro, pois neste tipo de ideologia - o socialismo - o tema do aborto vira umas das bandeiras a ser defendida. Outra bandeira é a ideologia de gênero que passa a ser mentalizada em todos os discursos para que, a repetição se torne convicção da massa. Massa que não mais consegue, depois de alienada, conjecturar sobre a finalidade e princípio da vida, pois repete somente o atual discurso.

Dilma Rousseff ter sido cassada e afastada do cargo não resolve a cultura gramscinista e marxista já implantada nas diversas áreas, mas é um começo bastante importante para fazer alguns despertarem para reais problemas de nossa nação, não apenas financeiros, não apenas problemas individuais, mas de interesse nacional.

Existem muitos realmente interessados em eliminar marcas negras de ideologias funestas em nosso Sistema Educacional, principal alvo do perigo gramscinista. É preciso voltar nossa atenção para a Educação nas escolas, nas universidades, para que futuras gerações possam realmente produzir um país intelectualmente capaz, forte e sábio o suficiente para livrar-se de qualquer ideia perniciosa contra a liberdade da família e do indivíduo.

Nenhum comentário: