Coloque seu Email e receba os novos artigos:

Delivered by FeedBurner

About

Minha foto

  • FACCAT - Faculdades Integradas de Taquara
    • Letras, 2015 [em curso]
  • PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
    • Teologia, 2004 - 2007
  • SMME - Seminário Maria Mater Ecclesiae do Brasil
    • Filososfia, 2002 - 2003

Pesquisa:

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 28 de março de 2016

O PAÍS DO INVERSO [III]

"O que vemos hoje no Brasil esta longe do cenário da nação justa e solidária." (O país do inverso [II])
São palavras tristes de alguém que desde pequeno aprendeu a amar sua pátria a cada vez que entoava o hino nacional na escola fundamental. São palavras dramáticas sobre uma nação doente e necessitada de salvação.
Hoje quero falar sobre a única saída, que no meu entendimento, pode iluminar um caminho novo para este país. Um caminho iluminado por Deus!
Sim. Deus foi deixado de lado neste país, e uma nação só é forte e sábia se Deus é lembrado constantemente a fim de iluminar as decisões para o bem comum. Não sei dizer com precisão, mas desde os antigos filósofos, uma entidade superior, eternamente sábia e poderosa era quem continha a sabedoria e discernimento para a organização da sociedade perfeita, ou a caminho da perfeição. Lembro que os planos governamentais sobre "erradicação da fome e da miséria" precisam ser vistos como objetivos de caminhar para a perfeição social. Pois bem, como caminhar rumo a perfeição, seja pessoal ou social, sem a soberania de Deus?!
A sociedade brasileira nasceu sob o sinal da cruz, tendo com um dos primeiros atos a realização de uma Santa Missa. Aliás, antes de Brasil, éramos chamados de filhos da Terra de Santa Cruz.
Muitos gostam de diminuir a trágica situação em que vivemos alardeando que somos uma "nação jovem" e que vamos aprender muito sobre democracia ainda, mas eu digo que NUNCA aprenderemos nada sobre democracia, justiça e liberdade se não colocarmos Deus a iluminar a governança de nossa terra.
Sejamos sensatos! A corrupção só acontece porque depositamos confiança demasiada nos homens e mulheres que agem como ateus hipócritas, pessoas que agem de forma camaleônica: junto com cristãos, cristão; juntos com ateus, ateu, etc. É um absurdo irracional, digno de "trolls" das cavernas, acreditar pessoas com tal capacidade de ação!
Não falo de confissão religiosa... pelo menos por enquanto, mas falo simplesmente de supremacia de Deus em tudo para que a política em nossa nação possa encontrar o caminho que perdeu desde a queda da monarquia.

Nenhum comentário: