Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Moby Dick ou "No coração do Mar"

Uma recente produção cinematográfica segue o estilo de releitura de clássicos da literatura mundial. Digo releitura pelo fato de que, atualmente, os próprios produtores acabam incorporando ao roteiro características de sua interpretação literária. E para mim, o filme "No Coração do Mar" (dirigido por Ron Howard, da Warner Bros, 2015) não foge a este costume.
Este filme trata da obra clássica "Moby Dick" (1851, primeiro em Londres depois em Nova Iorque), a assustadora e mítica baleia a enfrentar destemidamente os baleeiros que a tentavam inutilmente capturar. Obra do escritor estadunidense Herman Melville, foi um romance revolucionário na época, pois com grande precisão o escritor fez relatos dos modos dos baleeiros, das baleias e de como era este trabalho nada fácil, o de capturar e armazenar o que era extraído das baleias capturadas.

No filme, estrelado por Chris Hemsworth no personagem de Owen Chase e Benjamin Walker no personagem do capitão do navio Essex, George Pollard, encotramos um certo tom de melancolia exagerada por parte do Sr. Old Thomas Nickerson (pelo ator Brendan Gleeson), o jovem que compunha a tripulação do navio Essex, responsável pelo relato mítica aventura. Seus personagens refletem a angústia da tripulação a deriva, perdidos em pleno mar, tendo que utilizar de todos os meios para sobreviver, como no aproveitamento da própria carne dos corpos sem vida daqueles que formavam a tripulação e acabavam morrendo por conta da precariedade.

Ben Whishaw faz o papel do próprio escritor da obra Moby Dick, Herman Melville. É ele que escuta por várias horas, de maneira atenta, o relato de Old sobre a incrível história do navio Essex, sua tripulação e a assustadora baleia.
A história do Essex é a história também do comércio selvagem e sem nenhuma ética. É também a história do orgulho de um que era endossado pelo sangue e do orgulho de outro que convencia-se de sua experiência no mar. Os dois levaram o navio até mares perigosos onde encontraram a destruição frente a mítica Moby Dick. Uma baleia de proporções colossais que nada mais fazia que defender a espécie frente ao ataque sem dó do ser humano.

Talvez este lançamento venha imbuído da intenção de criticar violentamente a caça das baleias nos mares árticos e a caça pelos asiáticos para atender uma clientela bem específica. Nada incomum num ambiente como a cinematografia, onde o dinheiro e os interesses, algumas vezes, falam mais alto que as artes.

Apesar de minha pessoal desconfiança da cinematografia contemporânea acerca das obras clássicas, confesso que "No Coração do Mar" mostra a poesia por detrás do romance de Melville.

Nenhum comentário: