Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

O PAÍS DO INVERSO [II]

Parece pessimismo demais... mas não esta longe da realidade!
O Brasil se tornou uma terra sem lei, uma terra violada pelos interesses escusos de poucos sabichões, filhos das trevas, que usurpam e enganam para obter uma legitimidade fraudada a fim de conseguir alcançar o prazer de mandar e enriquecer.
O que vemos hoje no Brasil esta longe do cenário da nação justa e solidária. Os termos "política" e "justiça" estão totalmente corrompidos e banalizados. Os brasileiros vivem na incerteza de um futuro nebuloso, sem a clareza sobre a nação que vingará para seus filhos e netos.
Mas apesar disso tudo, acredito que o grande mal que estes personagens patéticos do cenário político brasileiro fizeram crescer foi a meritocracia pela ignorância, isto é, desmotivando os jovens a uma verdadeira busca pela verdade científica e humana... principalmente humana! E para analisarmos isto, basta observarmos o que se têm feito nas escolas públicas e nas universidades. Um descarte dos conhecimentos clássicos para valorizar as obras ideológicas, alimentando ainda mais a politização das crianças e jovens nestes ambientes. Hoje formam-se nas universidades muitos ideólogos e militantes, mas em sua maioria não temos acadêmicos comprometidos com a busca da verdade, aquela verdade filosófica que alimentou a vida de tantos homens eternizados por seu legado sapiencial.
Na minha opinião, é infeliz e sem horizonte, uma nação que mata os valores e relativiza a verdade para promover a barbárie, a imoralidade e a promiscuidade. A erotização das crianças é algo gritante em nosso Brasil, os jovens cada vez mais estão sendo forçados a deixar de lado a infância e a adolescência para viver como pequenos adultos num mundo confuso e sem suporte para os ajudar. Na verdade, tira-se a base, o fundamento, deste modo não existe ser humano que possa crescer adequadamente.
Neste país do inverso, onde tudo parece esta de cabeça para baixo, precisamos buscar seriamente as fontes, voltarmos às coisas básicas da vida, voltarmos ao cerne de nossa existência, para recomeçarmos do "zero", para organizarmos nossa vida e ajudarmos a reorganizar nossa nação.

Nenhum comentário: