Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Sínodo da Família e o louco elogio da ofensa

O Sínodo sobre a Família esta acontecendo no Vaticano, mas já bem antes dele se via a repercussão de alguns aspectos a serem tratados pelos padres sinodais.

Quem acompanha as notícias pelos diversos meios de comunicação já percebeu a evidente divisão que existe entre os bispos que compõe o Sínodo e mais preocupante ainda, a ideologia de alguns deles. Estes bispos que expressam idéias pastorais com intenção de modificar a doutrina são encabeçados por dois bispos alemães (raça persiste... ou é santo ou morre como Lutero). O cardeal Walter Kasper, que inexplicavelmente foi escolhido pelo Papa para elaborar o instrumentum laboris do Sínodo e o Cardeal Marx (nome que não traz boas recordações!).
A última do Sínodo foi o relato de um bispo sobre um menino que na Santa Missa de primeira comunhão, recebeu a comunhão na mão e levou-a para o banco e repartiu com o pai que era divorciado e estava "casado" com outra. Disse o porta-voz do Vaticano, Pe. Frederico Lombardi que muitos bispos ficaram emocionados com a história.
Então, aqui tenho três observações:
1. Santa Missa de primeira comunhão com distribuição da Eucaristia na mão para as crianças? E a recepção sob duas espécies (tá certo que não é obrigatório, mas a Igreja recomenda em ocasiões especiais). Receber a comunhão na mão já é um incentivo ao sacrilégio, e isso falo com propriedade e não por ouvir dizer. Este bispo já começou mau por aí.
2. Desculpe-me os sensíveis, mas quem esta errado na história? A Igreja? A criança? Ou será o pai que não viveu a graça sacramental e por isso dá mal testemunho ao seu filho?!
3. Esta é a mais preocupante: Bispos da Santa Igreja emocionados diante do relato de um sacrilégio! Oxalá estivessem horrorizados por alguém em pecado grave estar recebendo indevidamente o Corpo de Cristo. Será que os bispos não abrem mais o Novo Testamento? "Todo aquele que comer do pão ou beber do cálice do Senhor indignadamente será réu do Corpo e do Sangue do Senhor. Por conseguinte que cada um examine a si mesmo antes de comer desse pão e beber desse cálice, pois aquele que come e bebe sem discernir o Corpo, come e bebe a própria condenação" (1 Cor 11,27-29).
Não é pela defesa da própria opinião, mas pela conversão destes homens que de dentro da Igreja desejam transformar a Verdade inalienável em puro costume, e transformando-a em costume (ou ação pastoral) tornam-a mais suscetível a mudança. Ora, isto é arrogância como a dos antigos faraós e dos antigos imperadores romanos que se autodenominavam deuses, capazes de mudar a verdade ao seu gosto.
São José, patrono da Igreja Universal, interceda por este Sínodo e que o Santo Espírito guie o Santo Padre!
_______________________
Notícia do relato do Bispo: http://pt.aleteia.org/2015/10/19/uma-crianca-comove-o-sinodo-o-menino-que-dividiu-a-hostia-com-seu-pai-que-e-divorciado-recasado/

Nenhum comentário: