Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Onze Cardeais: Um novo livro em defesa do Magistério

Do site ACI Prensa | Tradução do espanhol Blog VALDERI

Com o Sínodo dos Bispos cada vez mais próximo, onze cardeais se reuniram para o lançamento de um novo livro sobre o matrimônio e a família, para dar um suporte sobre como deve orientar-se a pastoral da Igreja Católica neste importante tema.
O livro se intitula “Onze Cardeais falam sobre o matrimônio e a família” e será publicado em inglês por Ignatius Press. Também será publicado em italiano. O editor é o especialista em Direito Canônico, o sacerdote alemão Pe. Winfried Aymans.
Os onze cardeais que participaram deste projeto são: Carlo Caffarra, Arcebispo de Bolonha (Itália); Baselios Clemis, Presidente da Conferência de Bispos da Índia; Joseph Cordes, Presidente Emérito do Pontifício Conselho Cor Unum; Dominik Duka, Arcebispo de Praga (República Checa); Willem Jacobus Eijk, Arcebispo de Utrectht (Holanda); Joachim Meisner, Arcebispo Emérito de Colônia; John Onaiyekan, Arcebispo de Abuja (Nigéria); Antonio Maria Rouco Varela, Arcebispo Emérito de Madrid (Espanha); Camilo Ruini, Vigário Emérito da Diocese de Roma e ex-presidente da Conferência Episcopal Italiana; Robert Sarah, Prefeito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos; e Jorge Urosa Savino, Arcebispo de Caracas (Venezuela).
Programado para outubro, o Sínodo dos Bispos sobre a Família reunirá prelados de todo o mundo no Vaticano e nele se discutirá uma série de importantes temas cujos debates já se iniciaram o ano passado.
Se bem que boa parte das discussões se concentrou nos “casais” homossexuais e o acesso a Eucaristia por parte de divorciados em nova união, o livro destes onze cardeais busca mostrar que há um problema mais profundo que se relaciona com a educação nos princípios católicos.
Segundo Ignatius Press, com este livro “onze cardeais de distintas partes do mundo escreveram importantes ensaios sobre alguns dos problemas que serão discutidos: o desafio de proporcionar uma adequada preparação em um mundo secularizado, a necessidade da evangelização e a conversão, a relação entre caridade e verdade; a situação dos divorciados em nova união civil e as exigências de uma autêntica atenção pastoral”.
Algumas das perguntas que responderam os cardeais são as seguintes: Como podemos acompanhar melhor os que foram abandonados pelo cônjuge e seguem fieis ao matrimônio? Como a preparação ao matrimônio pode responder mais diretamente à situação dos jovens que tem uma pobre catequese e que foram fortemente influenciados pela cultura secularizada?
O tom do debate foi colocado pelo Pe. Aymans em um artigo que escreveu em nove de junho para o diário do Vaticano, L’Osservatore Romano, no que se referiu ao “entendimento teológico do matrimônio” e a “importância da fé em ordem para estabelecer se um matrimônio é nulo ou não”.
O expert sacerdote escreveu que “no momento em que o direito civil abandona o contrato matrimonial a uma vontade que segue crescendo, a Igreja deve ser também mais clara” no anúncio do Evangelho sobre este sacramento.
Ignatius Press destaca também que os autores deste novo livro “entendem que a doutrina e o ministério pastoral não se opõem”. “Dá-se uma visão sábia e misericordiosa do relacionado ao compromisso verdadeiro; e evitam a falsa compaixão que compromete a verdade e o amor autêntico”.

Para alguns analistas este novo livro esta na linha do livro “Permanecer na verdade de Cristo: Matrimônio e Comunhão na Igreja Católica”, que foi uma resposta de cinco cardeais ao Cardeal alemão Walter Kasper que defende as teses contrárias a doutrina da Igreja, de dar Eucaristia aos divorciados em nova união.
______________________

Nenhum comentário: