Coloque seu Email e receba os novos artigos:

Delivered by FeedBurner

About

Minha foto

  • FACCAT - Faculdades Integradas de Taquara
    • Letras, 2015 [em curso]
  • PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
    • Teologia, 2004 - 2007
  • SMME - Seminário Maria Mater Ecclesiae do Brasil
    • Filososfia, 2002 - 2003

Pesquisa:

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Crônicas natalinas: O frango “laranja”

Nada mais simpático que o tempo do Natal, todos parecem que ecoam as mesmas palavras “paz, amor e harmonia”. Tudo seria tão bonito se realmente não fosse apenas posturas ocasionais. E falando nisso me recordo de um espisódio  que, na verdade nada mais é do que consequência deste arquétipo do moderno natal.

Já faz algumas décadas, numa cidade periférica, onde a população em geral se nutre das “sobras” da vida metropolitana, que numa humilde família existia uma senhora que era como que a chefe, sendo sempre o ponto de união dos filhos e noras. De fato, esta senhora que nutria uma grande devoção e se orgulhava por ser uma cristã católica convicta era vista como um exemplo por todos na família e fora dela.

frango de natal Aconteceu que num natal, ou melhor na véspera dele, um dos filhos largou uma frase que caiu como uma martelada, certeira e definitiva na devoção daquela senhora e em alguns da família. Ao se combinar a ceia de natal, supondo a participão na Santa Missa de véspera do Natal, o referido filho disse: “vocês vão que a gente prepara o frango para a janta”. Maldito frango!

Por que maldito? Porque este frango virou um “laranja” para não participar como se deveria da celebração da Santa Missa vespertina de Natal, algo que todo cristão consciênte e que espera algo de Deus sabe que deve fazer. Ficou então este filho e mais alguns membros da família supostamente desempedidos da participação na Santa Missa tendo orgulhosamente o maldito frango “laranja” como escopo para comemorar de fato o Natal.

O sentimento que ficou é que o Natal não foi comemorado, mas sim o frango assado… o tal do frango “laranja”.

Nenhum comentário: