Coloque seu Email e receba os novos artigos:

Delivered by FeedBurner

About

Minha foto

  • FACCAT - Faculdades Integradas de Taquara
    • Letras, 2015 [em curso]
  • PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
    • Teologia, 2004 - 2007
  • SMME - Seminário Maria Mater Ecclesiae do Brasil
    • Filososfia, 2002 - 2003

Pesquisa:

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 27 de maio de 2014

DJC: Paz a gente conquista?

Olá.

Hoje a tarde escutei algo que me deixou incomodado.

Escutei uma senhora, pessoa de muita participação em minha paróquia dizer em programa de rádio local, que a paz se conquista.

Logo fiquei na dúvida… será mesmo assim? A “paz” a gente conquista?! Pensei até em ligar para meu pároco para perguntar-lhe, mas logo decidi eu mesmo refletir sobre o assunto ao invés de buscar uma resposta pronta.

Se a paz a gente conquista, o que é a paz? Um prêmio? Algo objetivo, empírico? Algo para se guardar numa estante como um troféu?

Esta perguntas me fazem ficar mais confuso sobre a afirmação de que a paz a gente conquista!

Talvez se pensar na “paz” como algo subjetivo, no sentido contrário ao objetivo, concreto, algo vivível, ou seja, algo do tipo, “postura”, “estado de vida”.

Hum… acho que estou chegando lá!

Paz, poderia ser encarado como um modo de viver, isto é, eu não digo “tenho a paz”, mas digo “vivo em paz”, pois a paz se vive, é uma consequencia de nosso modo de viver, uma consequencia de nossos atos, pensamentos e palavras.

Mas penso que posso dizer também “tenho a paz” se aceito que a “paz” é o próprio Deus, neste sentido, se vivo na Graça de Deus, posso dizer que tenho a paz, pois tenho a Deus.

Concluo dizendo que não posso concordar plenamente com esta senhora quando ela diz que a paz a gente conquista, pois a paz a gente vive, se tenho a Deus vou viver em paz, a verdadeira paz.

Até mais!

Nenhum comentário: