Coloque seu Email e receba os novos artigos:

Delivered by FeedBurner

About

Minha foto

  • FACCAT - Faculdades Integradas de Taquara
    • Letras, 2015 [em curso]
  • PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
    • Teologia, 2004 - 2007
  • SMME - Seminário Maria Mater Ecclesiae do Brasil
    • Filososfia, 2002 - 2003

Pesquisa:

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

sábado, 22 de fevereiro de 2014

VBI PETRVS, IBI ECCLESIA, IBI DEVS

Papa Francisco no Trono
Nesta data sempre é favorável escrever algo sobre a Missão Petrina, missão reservada ao sucessor legítimo do apóstolo São Pedro, discípulo querido por Nosso Senhor Jesus Cristo para que em Seu nome conduzisse a Santa Igreja.
Nestes tempos, ocupa o Trono de Pedro, Soberanamente o Santo Padre Francisco. Figura peculiar dentre os perfis de seus antecessores. Olhando para o Papa Francisco me vem a mente João Paulo II e Bento XVI, tentando encontrar semelhança entre seu modus operandi com o deles, mas tenho que dar razão aos que dizem ser o Papa Francisco muito diferente dos dois antecessores. Esta diferença está longe de ser um preâmbulo de desfiguração da doutrina a cerca do Ministério Petrino.
De fato, muitos ainda se encontram confusos com o modo pastoral do Papa Francisco, deixando alguns na corda bamba entre a ortodoxia e a heresia. É fato também que o Papa Francisco não se assemelhará a nenhum outro antecessor, visto que sua carga cultural difere muito daqueles papas de outrora. Sua “veia” latina, lhe deixa mais “sanguíneo” ou “apaixonado” que os de cultura européia. Não que o Papa Francisco seja alguém displicente no quesito intelectualidade, pois já demonstrou algumas vezes sua racionalidade e perfeito domínio reflexivo.
Embora a fé nos leve obrigatóriamente a colocarmo-nos sob a guia de Pedro, hoje na pessoa de Francisco, não podemos esquecer que o Papa Francisco, como os antecessores, está sujeito a equívocos humanos e isto tranquilarmente o leva muitas vezes a ser questionado. Seria pecado? De modo algum, enquanto não se questione a legitimidade de seu ministério. A teologia sempre ensinou que em questão de fé e moral a Santa Igreja é autoridade expressando sua sentença sobre tais assuntos pela missão do Santo Padre.
Na festa da Cátedra de Pedro, elevamos nossas orações a Deus pelo legítimo sucessor deste apóstolo no meio de nós, esperando que, de sua entrega total a tal ministério, o povo de Deus continue sendo conduzido aos prados eternos, livrando-nos dos lobos deste mundo, que cercam-nos para nos afungentar do rebanho de Cristo que é a Igreja.
Não nos cabe colocar em dúvida a legitimidade do ministério do Papa Francisco, apesar de algumas vezes não compreendermos bem algumas de suas atitudes ou posições. Muitos santos diziam, “amém o Papa, apesar do ser humano”. Seja Francisco, Bento ou João… nosso amor ao Sucessor de Pedro nos leva a amar o próprio Cristo sobre a Terra.
“Viva tanto ou mais que Pedro”!
VBI PETRVS, IBI ECCLESIA, IBI DEVS.
_______________________________________________________________
CATEQUESE SOBRE O PAPA:

Nenhum comentário: