Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Quarta-feira – Eclo 4,11-19 Mc 38-40

VII Semana do Tempo Comum

Pe. Valderi da Silva

A liturgia neste dia, nos apresenta esta leitura do livro do Eclesiástico, que têm por característica principal o louvor a Sabedoria. Nela nos chama a atenção o quanto Deus fica presente naquela pessoa que sabe buscar a sabedoria e dar-lhe o devido valor. De fato, chega a dizer-nos que “Deus ama aqueles que a amam” (Eclo 4,15), isto é, esforçando-me a buscá-la não somente tenho o usufruto de poder viver com sabedoria como obtenho o amor de Deus, pelo fato de a desejar mais do que simplesmente ouro e prata, poder e riquezas.

Concluímos que a Sabedoria que realmente aproxima o homem de Deus é o próprio Deus, ou seja, Deus é a Sabedoria, visto que Ele é o portador da Verdade. Isto nos leva também a perceber que todos são capazes de buscar esta Sabedoria e de alcançá-la, pois Deus é acessível a todos os seres humanos, não se tornando impossível a nenhum daqueles que Ele criou. É precisamente em nossa vida pessoal, diária e comprometida com os afazeres honestos e lícitos, é que temos esta possibilidade de nos acercamos pouco a pouco desta Sabedoria que se manifesta não somente em livros e academias, mas no pequeno da vida humana, principalmente quando os fazemos com a mente e o coração voltados para o Céu.

Esta Sabedoria adquirida junto de Deus, é o próprio viver em Deus, algo que pode se manifestar também em pessoas que não necessariamente nasceram e cresceram na luz da fé revelada pelo Senhor. Certamente, pessoas pelo mundo que vivem fazendo o bem, honestas consigo mesmo e percebendo que Jesus é a salvação para todos, podem até certa medida, participarem desta Sabedoria eterna. Isto deixa-nos pensar o próprio Evangelho deste dia (Mc 9,38-40), onde Jesus repreende seus discípulos que desejam censurar alguns que estavam expulsando demônios em nome do Mestre.

Para nós, cristãos católicos, cientes de andar na Verdadeira Igreja de Cristo, não nos cabe questionar se realmente a Igreja estaria ou não restrita aos “muros” do catolicismo. O importante é percebermos que, fora do catolicismo também existe a bondade e a retidão de vida, e que isto pode ser fonte de aproximação da Sabedoria Divina, e assim, do próprio Deus. Sem deixar de afirmar a Doutrina da Igreja e sua necessária adesão para a Salvação, os cristãos não podem adotar uma postura violenta quanto a evangelização, do contrário também mereceríamos a admoestação de Jesus Cristo.

Nenhum comentário: