Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Visitação de Nossa Senhora

Lc 1,30-56

Pe. Valderi da Silva

Terminando este mês de maio, especialmente dedicado a devoção a Nossa Senhora, temos a festa da Visitação. Ela relembra a solicitude de Maria Santíssima ao ir apressadamente auxiliar sua prima Isabel, que também esperava um filho. Este filho de Isabel era João Batista, aquele que seria o precursor de Jesus, isto é, aquele que preparou os corações para a chegada do Messias e a escuta de Sua mensagem.Visitacao de Nossa Senhora


A solicitude de Maria
Esta solicitude de Maria em ajudar sua prima, já anciã e que aguardava a chegada de seu filho, nos mostra o quanto Maria era cheia de virtudes antes mesmo do nascimento de Jesus. De fato, Maria Santíssima é a modelo singular da pessoa temente a Deus, santa em tudo, por isso a Igreja crê na sua imaculada concepção, ou seja, que Maria foi preservada do pecado original desde antes de nascer, pois era preciso que o mais puro dos seres viesse ao mundo através de um ventre que nunca tivesse sido tocado pelo pecado. Por isso, afirmamos que não foi somente depois do anúncio do anjo quer Maria ficou virtuosa, mas já desde a infância era santa, repleta de virtudes que nós lutamos para viver. Com muita propriedade um antiga oração a chama de 'vaso de virtudes', justamente por ela as ter em grau elevado, e por isso digna de trazer ao mundo o Salvador.
Esta solicitude de Maria é o que podemos imitar, pois vemos em Maria o exemplo para nós em todo o nosso proceder cristão. Sermos solícitos com os demais requer que não elevemos em demasia nosso grau de importância, nem nossas próprias preocupações. Maria poderia simplesmente pensar que a partir do anuncio do anjo teria muitas coisas que arrumar, que estaria muito ocupada. Também - num impossível acesso de orgulho - considerar que estava carregando o Rei dos Reis, por isso não se poderia dignar servir outra pessoa. Nossas atitudes devem se espelhar nestas de Maria ao sentirmos a possibilidade da solicitude para com os outros. Desconsiderar tudo que achamos importante e que possa atrapalhar nossa caridade, para que prevaleça a virtude e não o pecado.
Prestando mais atenção ao evangelho do anúncio do anjo, não havia sido lhe pedido que visitasse Isabel, foi um impulso de Maria que brotou de sua vida virtuosa. Alguém que luta dia a dia por fazer crescer cada vez mais as virtudes em sua vida, acaba por agir instintamente através das virtudes que tanto cultivou, assim a caridade se torna algo natural, a humildade se torna como a respiração. Assim é Maria.


A fé de Maria a torna bem-aventura
Isabel, esposa de Zacarias, ouvindo a voz de Maria ainda longe, sentiu a criança em seu ventre saltar, era o primeiro encontro entre o último dos profetas e o Messias. Isabel, num momento de inspiração divina exclama: bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre (Lc 1,42). Isabel reconhece a grandeza de Maria, pois sabe que Deus a chamou para uma grande missão, algo que mudaria as pessoas e o mundo. Isabel certamente, sente que seu filho terá grande papel neste evento, mas não deixa de louvar aquela que traz em seu ventre o bendito entre as nações. Bem-aventurada aquela que acreditou porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu (Lc 1,45). A fé de Maria não é somente reconhecida por Isabel, mas é tida a partir de agora como o modelo a imitar, pois naquela que acreditou nas palavras de Deus, será cumprido o que Ele prometera, por isso é bem-aventura, agraciada pela própria fé, mas também agraciada pela resposta ao chamado de Deus.


O louvor de Maria
Todo este grande louvor de Maria pelas maravilhas que Deus fez em seu favor é um resumo da ação da graça de Deus àqueles que vivem em Sua graça. Pois, todos estes, vivem em um estado de santidade, agem no quotidiano na presença de Deus em tudo o que fazem e pensam, por isso suas atitudes são cheias das maravilhas de Deus, ou seja, em tudo e em todos se vê a ação de Deus que mostra em pequenos detalhes sua Vontade Divina. Maria era um desses seres santificados pela graça de Deus, por isso este louvor sai com imensa naturalidade e é expressão de sua alma agradecida ao Altíssimo.
Falar de Maria Santíssima é confortante, pois sabemos que ela, estando no Céu em corpo e alma, se torna para nós intercessora poderosa junto de Deus. A devoção da Igreja sempre a chamou de Dispensadora da Graças, Auxílio dos Cristãos, Potência Suplicante, entre outros títulos, justamente por que ela é a mais eficiente arma dos cristãos para viver uma vida santa aqui na terra e assim nos conduzirmos ao Reino dos Céus.

Nenhum comentário: