Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 1 de maio de 2012

O que Bento XVI fala sobre as aparições em Medjugorje

O famoso sítio de Medjurgorje, onde devotos acreditam que a Virgem Maria vem aparecendo e oferecendo revelações desde 1981, fica no território da diocese de Mostar-Duvno na Bosnia-Herzegovina. Quase desde o começo, existiram tensões entre os Franciscanos de Medjugorge, muitos dos quais adotaram e apoiaram a crença popular nas aparições, e os bispos locais, que geralmente foram mais céticos.

   O bispo Ratko Peric, 62, de Mostar-Duvno, recentemente deu uma entrevista ao seu jornal diocesano, Crkva na Medjugorje [igreja] kamenu, que significa "A Igreja sobre a Pedra", sobre uma conversa que ele teve com o Papa Bento XVI durante sua visita ad limina no último fevereiro. Peric indicou que Bento compartilha sua posição cética.

    O que segue é um excerto:

    Alguns jornais escreveram que este Papa visitou Medjugorje desconhecidamente, enquanto ele era cardeal, e que ele está preparando para reconhecer Medjurgorje como um santuário, etc. Você tocou neste assunto?

    Toquei, e eu escrevi e conversei com o Santo Padre sobre isso. Ele somente riu, surpreso. Relativamente aos eventos de Medjugorje nossa posição é bem sabida: nem uma única prova existe que estes acontecimentos tem relação com aparições e revelações sobrenaturais. Então, na perspectiva da Igreja, peregrinações não são permitidas, o que atribuiria alguma autenticidade a estas alegadas aparições.

    O Santo Padre me contou: "Nós na Congregação [para Doutrina da Fé] sempre nos perguntávamos, como algum crente aceita como autênticas aparições que ocorrem todo dia por tantos anos? Elas ainda ocorrem todos os dias?

    Eu respondi: Todo dia, Santo Padre, a um dos videntes em Boston, a outro perto de Milão e ainda a outro em Krehin Gradac (Herzegovina), e tudo é feito sobre o potrocolo de "Aparições de Medjugorge". Até agora já foram cerca de 35.000 "aparições" e não há final à vista!"

... As numerosas mensagens absurdas, insinceridades, falsidades e desobediência associadas aos acontecimentos e "aparições" de Medjugorje desde o início, tudo refuta qualquer reclamação de autenticidade. Muita pressão foi feita para forçar o reconhecimento da autenticidade de revelações privadas, já não através de argumentos convincentes baseados na verdade, mas através de auto-glorificação de conversões pessoais e por afirmações como alguém "se sente bem". Como, alguma vez, isso pode ser tido como prova da autenticidade de aparições?

... Finalmente, o Santo Padre disse: "Nós na congregação sentimos que os padres devem estar a serviço daqueles fiéis que procuram Confissão e a Santa Comunhão, deixando para lá a questão da autenticidade das aparições".

 

____________________________

Jr., John L. Allen - National Catholic Reporter - "Medjugorje: Papa não acredita em tantas aparições diárias e contínuas"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/index.php?secao=imprensa&subsecao=igreja&artigo=20060414&lang=bra
Online, 27/09/2012 às 17:54h

Nenhum comentário: