Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Sexta-feira – At 9,1-20 Jo 6,52-59

III Semana do Tempo Pascal

Pe. Valderi

No fato da conversão de Paulo nos fica evidente que mesmo o coração mais endurecido pelo ódio e raiva e movido por alguma ideologia firmemente convicta de seus julgamentos, pode receber a Luz de Cristo e ser chamado a voltar para Deus. Encontramos neste mundo de hoje muitas pessoas certas de que suas ideias a respeito do sobrenatural são as que lhe colocam na via da verdade, ou seja, estão estas convictas que sua “religião” particular as salva de qualquer influência do erro, que sua ideologia relativista a respeito de Deus é a mais adequada para viver neste mundo. Pois estas em Paulo vemos que também seres humanos como estes, que a nossos olhos parecem sem volta para Deus, podem ser tocados pela Luz de Cristo, afinal, o que pelo nosso esforço não alcançamos, quem duvida que Jesus o alcance?Conversão de Paulo - Michelangelo

Neste mesmo evento que para Paulo foi decisivo, Deus nos quer mostrar mais, e o que podemos perceber é que, justamente quando caímos por terra, que Deus pode nos revelar Sua vontade a nosso respeito. Não somente isso, mas também nos revelar o que precisamos mudar em nossas vidas para deixar de lado o mal que seguimos para seguir somente a Jesus Cristo, o Filho de Deus.

Cabe neste momento lembrarmos de quantos momentos em nossa vida nos sentimos derrotados, e num sentimento muito forte de sofrimento até destruídos. Pois é nestes momentos que a voz de Deus pode ecoar em nossos corações, as vezes sorrateiramente, como uma brisa suave, algo que nem percebemos mas que nos faz ter a inspiração necessária naquele momento para suportar a dor ou a dificuldade e não desistir do caminho do bem. Em muitos casos, também nestes momentos de contrariedades, Deus pode agir para nos mostrar que o caminho que estamos trilhando não leva a felicidade por não estarmos andando junto com Ele.

Nesta conversão de Paulo, notamos ainda como Deus escolhe seus instrumentos. A uns escolhe pela reta piedade de vida, a outros pelo empenho que pode exercer na evangelização e a outros pelo necessário trabalho que ainda não é exercido e que estes possuem a necessária coragem para fazê-lo. Paulo foi chamado para ser instrumento de Deus no meio dos pagãos, foi enviado a propagar o evangelho àqueles que nem sequer sabiam da existência de um Deus único. Deus não somente converte o coração mas dá-lhe uma missão, e é deste modo que age conosco, nos infundindo, como a Paulo, a missão de levar consigo o Evangelho aonde quer que andemos.

No evangelho de hoje, Jesus continua seu discurso sobre o pão da vida: quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele (Jo 6,56). Em nosso batismo nos encaminhamos para seguir a Cristo e junto com este encaminhamento recebemos também o chamado a missão. Durante nossa vida Deus não nos abandona a sorte, nos educa e alimenta. O alimento que nos fornece nutre a alma e o espírito para a sustento na vida cristã mas também nos fortalece para cumprir a missão recebida. Cristo nos alimenta com o pão que é Seu corpo, pois é somente Dele que tiramos todas as forças para viver com Ele e faze-Lo viver no mundo através de nossa vida.

Nenhum comentário: