Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Segunda-feira – At 6,8-15 Jo 6,22-29

III Semana do Tempo Pascal

Pe. Valderi

Percebemos em Estevão a fé que o move a anunciar e defender a Cristo até diante daqueles que não toleravam os cristãos. Esta fé serena mas firme e decidida é inspiradora para nós e penso que neste tempo em que vivemos a coragem que Estevão demonstra brotar de sua fé é o que precisamos mostrar. Falar de Jesus Cristo e de Suas maravilhas pela humanidade deve ser objeto de nossas intervenções em assuntos diários com todos aqueles que podem nos ouvir e isto sem medo de que alguém possa nos censurar, mesmo que de forma mais agressiva. Assim como este protodiácono não deixou o medo de ser presso ou até apedrejado calar diante daqueles que ainda não reconheciam a Cristo como Senhor e Deus, nós diante desta sociedade que parece muito mais disposta a esquecer a Deus que procurá-lo, devemos ser os novos “estevãos” no anuncio corajoso e fiel do evangelho de Jesus.

A mensagem que Estevão transmite cabe-nos uma reflexão. Ele anuncia a Cristo como exigência para se cumprir a Lei de Deus, precisa-se estar aderido a Cristo e aberto ao Seu Espírito para fazer a Vontade de Deus. Isto faz com que principalmente aquele que julga estar cumprindo os mandamentos de Deus por apenas cumprir duas ou três normas, escute esta mensagem e a deixe “reformar” seu coração. Pois é necessário que sempre haja esta revisão para sermos cristãos que não se deixam acomodar em apenas cumprir normas ou costumes e pensar que nisto esta o cumprimento necessário para a salvação.

Neste evangelho que hoje ouvimos na liturgia, Jesus ressalta a necessidade da fé que da valor ao doador das graças e não somente ao benefício recebido. É algo muito comum presenciarmos pessoas deslumbradas com algo recebido, por vezes algo milagroso, mas que ficam tão extasiadas pelo dom recebido que esquecem de quem o deu, ou seja, ficam no objeto recebido e não se dão conta de olhar para quem o forneceu, o doador da graça. Jesus chama a atenção daqueles que o procuravam porque o desejavam ver somente porque Jesus havia dado de comer para eles, talvez esperando que Jesus repetisse este milagre. Estes não estavam dando o valor a quem realizava o milagre, mas esperavam apenas receber novamente o que comer, ficavam no objeto recebido, não passavam para o doador, Jesus.

A fé verdadeira nos faz dedicar a importância a Jesus, e não apenas aos dons e graças que podemos Dele receber. Nossa vida é direcionada para Ele, pois o que Dele podemos receber nesta vida terrena é lucro diante da eternidade em Seu Reino.

Nenhum comentário: