Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

sábado, 31 de março de 2012

Pelicano, símbolo de Cristo

Pelicano 3

Muitas vezes entramos em uma igreja, principalmente aquelas mais antigas, e nos vemos diante de símbolos que a primeira vista podem parecer estranhos, sem direta conexão com a fé. Imagens que ostentam armas, caveiras, barcos, âncoras, cordas, aves e outros animais, figuras que certamente querem nos dizer mais do que simplesmente a beleza que vemos nelas.

O Pelicano

Entre tantas encontramos esta esta imagem do Pelicano, que aparece principalmente ornamentando altares e sacrários. Isto por motivo de sua simbologia, que remete a figura do Cristo em sua paixão pela humanidade. De fato, diz-se desta ave que, em tempos de escassez de comida, não encontrando mais o que dar a seus filhotes, arranca pedaços de seu próprio peito para alimentar sua cria, não deixando que eles moram. Alguns dizem que é apenas uma lenda e que na verdade esta ave sofre de uma doença que deixa seu peito com manchas vermelhas, mas a imagem surgida desta lenda ilustra perfeitamente o sacrifício de Cristo Jesus por todos nós, Seus filhos.

O pelicano bica o próprio corpo para tirar alimento para seus filhos, Cristo dá de Seu próprio corpo para alimentar a nós, Seus filhos. Os dois não exitam em sacrificar-se para que a vida continue, não seja interrompida por desventura de alimento.

O verdadeiro alimento

Em Cristo, recebemos o verdadeiro alimento, aquele que não somente é sinal de Seu amor por nós, mas fonte de sustendo na vida espiritual. Este alimento necessário é a Eucaristia, Seu corpo e Seu sangue, própria carne do Filho de Deus entregue aos homens. Este alimento nos faz alimentar o corpo, o espírito além de contribuir para o crescimento da fé em Deus e em Seu amor.

A Eucaristia, alimento oferecido a nós para nos sustentar na vida na graça de Deus, precisa ser constantemente valorizada e reverenciada por nós, pois tão grande dádiva de Deus é o que salva o mundo, é o que sacia a fome do mundo que profunda e ansiosamente busca sua realização plena.

Nenhum comentário: