Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Segunda-feira - Mc 6,53-56

Jesus condescendente e realiza muitas curas, mas não fala. Persiste, com efeito, o equívoco sobre a Boa Nova que ele era enviado a anunciar, sobre a salvação e sobre sua própria identidade. As multidões procuram o pão, procuram a cura, e se esquecem da conversão do coração, da adesão à pessoa de Cristo, do perdão dos pecados. Quanta gente, ainda hoje, espera semelhante desembaraque de Jesus: que traga a salvação exterior, fácil, obtida simplesmente “tocando-lhe as vestes”, recitando um oração, cumprindo uma prática externa, ou talvez entrando numa associação ou ordem religiosa. A salvação, ao contrário, é profunda, interior e radical: cura as profundezas do coração. As outras curas são apenas sinais: da vontade de Cristo de doar-nos a verdadeira salvação, a salvação total. Jesus quer colocar seu poder sobretudo a serviço da conversão do coração.

Cf. Missal Quotidiano. Ed. Paulus, são Paulo, pg. 740.

Nenhum comentário: